Be Fucking Brave!

be-fucking-brave

seja-corajosa-be-brave

Ufa! Que lista enooorme heim Dona Helena?! 😀

Pois é, essa mensagem é mais uma das que eu posto todos os dias no instagram e no facebook. Todas elas vem do fundo do meu coração, são palavras nas quais eu realmente acredito, são coisas que quero para minha própria vida, são aprendizados para mim também, não só para quem lê aí do outro lado.

E particularmente nessa, está dito tanta coisa em tão pouco espaço, com poucas palavras há toda uma revolução no que eu escrevi aí em cima. É coisa pra caramba pra fazer, pra mudar nessa nossa vida!

Por isso resolvi falar de cada item dessa listinha, alguns eu já adotei na minha vida, outros ainda estão em construção e acredito que seja o caso se muitas de vocês também. Daí quem sabe a gente conversando um pouco sobre, chegue a coragem e a força para terminar a lista?

  • Diga como você se sente: Será que esse é o item mais difícil? Não sei, mas não é bolinho né?! Se expressar, dizer até mesmo para alguém bem próximo como a gente está se sentindo é muito difícil as vezes. Mas gente, não tem que ser! Comece por dizer sempre que alguém te disser algo grosseiro, negativo, que te incomode, não estou dizendo pra ser a mala que tá sempre de mimimi. Seja direto, curto e franco: não gostei disso, não fale assim comigo, eu me sinto triste quando você diz isso. Mas não precisa dizer só quando algo incomoda, quando alguém te diz ou faz algo que te deixa feliz, diz na hora também, faz um super bem pra você e pra quem está ouvindo.
  • Largue um trabalho que você odeie: Pois é, tô vendo que não vai ter nada facinho nessa lista. Gente, pelamor, não to falando pra vocês se demitirem do ganha pão e sair sem rumo (ah, quem quiser faz isso sim ahaha), tô só dizendo que foi o que eu fiz, larguei uma coisa que não tava me fazendo feliz pra ir fazer outra. Foi a coisa mais difícil que eu fiz na vida, ainda é difícil, eu recomecei do ZERO e mais velha, é um super desafio. Você enfrenta não só o julgamento alheio, o seu também. Mas ó, fazer o que a gente ama é suave, o trabalho flui, você não liga de trabalhar de madrugada, você passa pelos perrengues até feliz.
  • Amar cada centímetro do seu corpo: Essa é uma casa ainda em construção pra mim e acredito que para a maioria das mulheres, pois a gente passa diariamente por uma cascata de cobranças, seja de nós mesmas, seja, da família, amigos, mídia e até estranhos. As pessoas não contentes em estarem sempre odiando seus corpos, querem também que você se sinta mal pelo seu. E caso você demonstre autoestima e não está dentro dos padrões, é quase uma criminosa por isso,  (a Poly falou muito bem sobre isso no blog Lugar de Mulher). Mas isso de se amar é um exercício diário de desconstrução do que a gente aprendeu desde cedo, que mulher é enfeite, é bibelô, que se não for “bonita” não serve, então gente, é todos os dias se aceitar, mandar ser foder quem queira te criticar, julgar, desdenhar, desvalorizar, oprimir…
  • Lute pelas coisas que importam: Essa é a parte da lista que mais tenho me empenhado, tenho brigado por tudo que importa na minha vida pessoal e profissional, mas não é só isso. Lutar pelo que eu acho certo sempre fiz, já me prejudiquei por isso, acho que hoje em dia já amadureci pra entender a forma certa de ir contra o que eu acho errado. Tenho tentado fazer diferença postando todos os dias as mensagens do blog, conversando com as pessoas, levantando as bandeiras que acredito sem me preocupar em agradar todo mundo. Acho que é isso gente, não podemos ficar omissas ao que está errado ao nosso redor e no mundo, ser omisso é ser conivente, então, se você não está lutando contra o que está errado, você está ajudando o que é ruim a se perpetuar. Sou radical nesse ponto, não existe em cima do muro. 

be-fucking-brave

  • Não se acomode: esse é o outro item fácil de esquecer, pois se acomodar é tão mais tranquilo, mesmo em situações ruins que a gente vive, é mais fácil se manter ali do que ter forças e coragem pra mudar. Então girls, coragem! Isso inclui sair de um relacionamento que não te faz bem, fazer uma viajem que você sonha e tem medo, sei lá, é tanta coisa que a gente vai se acomodando e não pode! É clichê, mas a vida é realmente curta pra passar na zona de conforto. 😉
  • Não se desculpe pelo que você é: essa é a parte destruidora, revigorante. Toda vez que eu parei e pensei: “Ei, essa sou eu e foda-se o que os outros pensem.” A vida teve outra cor pra mim, a liberdade é imensa, é como não enxergar o horizonte de coisas que você é capaz de realizar ao parar de se desculpar, de se justificar. Vejo gente se desculpando quando posta foto de alguma comida no instagram! PAREM!

Pra finalizar, seja corajosa – BE FUCKING BRAVE! – vale ter medo de barata, só não vale ter medo do espelho, dos julgamentos e da vida! ♥

Diga o que achou do post

Helena Sá

More about Helena Sá

A Garota Rosa Choque, treinadora de unicórnios, adora colorir a pele e os cabelos. Humana do Jimmy, canceriana em sol e ascendente. Don’t cal me flor, amor, querida...

Comments

  1. otimo post ,desde que decidi nao ficar mais calada para as coisas que acho errado, e me enxergar de um jeito mais gentil a vida melhorou s2

    1. Helena Sá

      Que bom Priscilla, pra mim tá dando certo, é libertador! 🙂

  2. Dizer como a gente se sente é difícil, mas libertador! http://www.alemdolookdodia.com

    1. Helena Sá

Leave a Reply