[Resenha] Tempos Extremos

resenha-tempos-extremos

Larissa é uma mulher adulta que abandonou sua profissão de jornalista, para estudar História, sua verdadeira paixão. Com a chegada do aniversário de sua avó Maria José, para comemorar, ela e toda sua família vão para uma fazenda em Minas Gerais, um grande casarão antigo cheio de história e lembranças. Uma dessas histórias é que lá habitam espíritos e justamente Larissa, a única total descrente nessas lendas, começa a ver pessoas que morreram há muitos anos atrás.

Tempos Extremos é o mais novo lançamento da escritora e jornalista Míriam Leitão e é um livro que mixa fantasia à realidade, mistérios, personagens interessantes e ainda de quebra contém a história do Brasil como pano de “fundo”. No começo da história é notável como a família da protagonista é carregada de discordância.

A começar pelos irmãos Alice, mãe de Larissa, e Hélio, seu tio. Ela lutou contra a Ditadura Militar, foi presa e torturada e ele escolheu o caminho totalmente oposto permanecendo do lado dos Militares. Com a prisão de Alice e o desaparecimento do pai de Larissa nos tempos da opressão, Hélio virou inimigo número um de Alice. Já o outro irmão caçula, Marcos, que não teve sucesso profissional, balança entre as desavenças dos irmãos e procura esquecer dos problemas e brigas familiares executando um velho hábito de juventude: fumar um baseado.

Com a falta de assunto com seus primos,  acusações constantes da mãe sobre sua indecisão, o abandono repentino da profissão e o fato de sempre viver no passado, e o distanciamento do marido Antônio, ainda jornalista, Larissa começa a receber visitas de espíritos de escravos que habitaram a fazenda. O velho escravo Constantino pede uma ajuda a ele referente a seus dois filhos Bento e Paulina.

crítica-tempos-extremos

Ao longo da história segredos surpreendentes da família são revelados sempre fundindo passado com presente de uma maneira instigante. Temas densos e importantíssimos da história do nosso país são retratados de forma leve em uma narração deliciosa que prende sua atenção não apenas pela descrição, mas pela curiosidade que desperta.

Os personagens divergentes carregam um pouquinho da história do Brasil e em meio a conflitos, perdas, desavenças e paixão conseguem retratar o que foi viver em tempos tão extremos. Talvez, para quem não está acostumado, possa parecer um livro sério e cansativo, mas não é.

Tempos Extremos é uma aulinha de história divertida, misteriosa e instigante que vai passar em um piscar de olhos e deixar gostinho de quero mais. Recomendado!

Diga o que achou do post

Carina Silva

More about Carina Silva

Leave a Reply