[Resenha] O segredo do meu marido

o-segredo-do-meu-marido

 

o-segredo-do-meu-marido

“Minha querida Cecília, se você está lendo isto, é porque eu morri….”

Confesso que logo que peguei “O segredo do meu marido” em mãos tive preconceito. “Ah, lá vem mais um livro chick lit – literatura pra mulher – com páginas e mais páginas de uma esposa com a vida perfeita que descobre que seu marido teve um filho com a babá”. É. Levei um tapa na cara.

Por mais que o título sugira que a estória vai se basear inteiramente na descoberta de uma certa esposa pelo segredo do marido, o livro passa meio distante disso. Isso porque não é a estória de uma mulher que é narrada e sim de três. A vida delas se entrelaçam e vez ou outra acabam se esbarrando em situações constrangedoras e cheias de significado.

Tess é uma mulher casada que tem um lindo filho de 6 anos e que junto com seu marido Will e  sua prima e melhor amiga Felicity, comanda uma agência de publicidade. Um dia Will e Felicity simplesmente decidem anunciar que estão apaixonados e então a vida de Tess vira de cabeça para baixo. A segunda personagem principal é Rachel, uma senhora viúva que ama seu netinho mais do que tudo no mundo. Ela vive sozinha e desde que sua filha Janie fora assassinada aos 16 anos nunca mais conseguiu dormir de luz apagada. E por fim temos Cecília, uma mulher com um marido bonitão chamado John-Paul, 3 filhas lindas, que participa do comitê de mães da escola, mantém a casa perfeita e ainda ganha mais do que seu marido por ser uma consultora de tupperware. Em um dia qualquer, enquanto John-Paul está viajando, Cecília encontra uma carta dele e nela é confessado seu terrível segredo.

O segredo do meu marido

Para quem pensa que vai ter que ler o livro inteiro para saber qual é o tal do segredo do marido de Cecilia, alívio: O segredo é revelado um pouco antes do meio. E isso é ótimo porque mostra que a estória se sustenta e prende o leitor por outros motivos que vão muito além de um simples “Só estou lendo para saber o que acontece no final”. O grande triunfo de Liane Moriarty, a autora,  foi criar personagens extremamente reais e humanas e jogá-las em situações que elas nem imaginavam que teriam que passar.

É muito interessante saber como a esposa perfeita, alegre e forte que é Cecília reage ao saber do segredo do marido. Como Tess acaba indo parar na sua cidade natal e além de finalmente reconhecer um traço da sua personalidade, tem momentos que vão desde irresponsabilidade adolescente até uma mãe madura e sensata. E como Rachel é capaz de fazer coisas terríveis só para finalmente se vingar de quem tirou a vida da sua filha.

A escrita de Liane não tem nada de extraordinário. Sua narração flui de uma maneira boa, a descrição dos cenários também realmente nos faz nos sentir ao lado das personagens. Não é cansativa nem exagerada, na medida.

O segredo do meu marido” é chick lit sim, mas não é superficial. Fala de como cada um é o que é por certos motivos, como atitudes mal pensadas podem acarretar em desastres para a vida inteira e como algumas cicatrizes, mesmo que não curadas, devem ser ignoradas e passadas por cima. Criei um afeto muito grande pelas personagens e seus dramas e se posso apontar um único erro é no título. Deveria se chamar “O segredo de todos nós”.

Diga o que achou do post

Carina Silva

More about Carina Silva

Comments

  1. A moça da Intrínseca fez uma super propaganda desse livro na Turnê desse ano! Fiquei super curioso, talvez até leia, apesar de parecer para um publico mais velho, não é.
    Adorei Helena, tá detonando nas resenhas.

    1. Carina Silva

      Pessoas mais velhas talvez se identifiquem mais, mas acho que as mais novas vão gostar também! 🙂

      1. Helena Sá

        Eu também fiquei super curiosa depois da resenha da Carina, tive a mesma impressão de primeira, mas agora achei q abrange muitos leitores diferentes.

Leave a Reply