resenha

Tag

[Resenha] One Man Guy

one-man-guy

“Só sei que gosto de estar aqui com você e não consigo me imaginar querendo mais ninguém. Isso basta para você?“ Título Original: One man Guy Autor : Michael Barakiva Editora Leya Sem dúvida o que mais chama atenção em One Man Guy é a premissa de ser um livro infanto juvenil cuja história é um romance entre dois garotos.  O primeiro romance de Michael Barakiva é uma grande evolução. Ver um romance gay voltando para pré-adolescentes com um design tão fofo e atrativo para o público jovem é maravilhoso. One Man Guy é narrado do ponto de vista de Alek, um garoto de 14 anos tímido, criado por uma família tradicionalmente...

A Ditadura da Beleza: vale a pena refletir

Alguém já falou pra você que você precisava mudar? A sua aparência, o jeito que você se veste ou o seu peso? Às vezes não é tão direto assim, às vezes as exigências vêm através de insinuações, brincadeiras ou mesmo ironias. Comigo foi cedo. Eu lembro que a primeira vez que me disseram como eu deveria ser foi aos nove anos. Na época, minha mãe me levou em uma “agência de modelo” (nos anos 90 isso era febre e uma ótima forma de tirar dinheiro das pessoas também, diga-se de passagem). A mulher que me atendeu fez algumas fotos, elogiou meus olhos e disse que eu precisava emagrecer. Eu não...

Star Wars o despertar da Força – nostalgia, girl power e surpresas

O novo Star Wars o despertar da Força é um tapa na cara dos defensores dos bons, e mais do que velhos, costumes. Com dois protagonistas representantes das minorias de negros e mulheres, o filme que apresentou um clássico do cinema para a nova geração está carregado de girl power e zero  preconceito racial. Mesmo os produtores dizendo que essa não foi a intenção. Porém, a questão que ficou na minha cabeça após sair da sala de cinema com a cara inchada de choro,  e acredito que na cabeça de outros fãs, é se o filme realmente se faz necessário como uma continuação desse clássico lindo. Em “O despertar da força” a...

Meu Deva Cut na Clínica dos Cachos

  Desde minha transição, eu cortei meu cabelo curto algumas vezes, mas, nos últimos anos eu vinha mantendo os fios mais longos. Ano passado, eu tive algumas crises e quis cortar, porém, como era o ano do casamento, preferi manter o comprimento para fazer o penteado preso que eu tinha em mente. Bom, o casamento passou e eu acabei desencanando de cortar, porém, nos últimos meses eu vinha percebendo que por mais que mudasse a finalização ou trocasse de creme para pentear, por exemplo, os cachos estavam com pouco volume e sem muita definição. E apesar de não ter percebido queda ou algo assim, a sensação é que meu cabelo...

Batom Líquido Vamp Dailus

Essa semana encontrei aqui na minha cidade os novos batons líquidos da Dailus, dentre as novas 5 cores, já na foto de divulgação, fiquei doida no Marshmallow e no Vamp, por isso não resisti quando encontrei os dois na loja Paris Rio por 17,95 cada. Hoje vou mostrar o Vamp, que é um roxo com fundo bem azul, dependendo da luz dá pra confundir com azul mesmo. A cor é maravilhosa, mas diferente do fru fru (outra cor que eu tenho), ele parece ter uma fórmula mais seca, que craquela e não tem cobertura uniforme, difícil de aplicar, é daquele tipo de batom que retira a primeira camada quando você...

[Resenha] A Solidão dos Números Primos

A Solidão dos Números Primos

“Mattia tinha estudado que entre os números primos existem alguns ainda mais especiais. Os matemáticos os chamam de primos gêmeos: são casais de números primos que estão lado a lado, ou melhor, quase vizinhos, porque entre eles sempre há um número par, que os impede de tocar-se verdadeiramente. Mattia achava que ele e Alice eram assim, dois primos gêmeos sós e perdidos, próximos, mas não o bastante para se tocar de verdade”. Lançado em 2009, A Solidão dos Números Primos é a prova de que um físico pode simplesmente ter um coração de humanas. Ou seja, além de ser demais em exatas, o italiano Paolo Giorda conseguiu estrear com o...