moda


18/04/17
Por que associamos interesses ditos como femininos à futilidade

A gente sempre relaciona automaticamente futilidade com interesses ditos femininos, como moda, maquiagem, decoração… é o que primeiro nos vem a cabeça quando a palavra fútil  surge em alguma conversa. Mas será que isso é verdade?

Gostar de moda, de se maquiar, de ter uma casa bem decorada, torna você uma pessoa fútil? Vocês já se perguntaram por que as afinidades e atividades associadas a masculinidade e que muitas vezes tem um objetivo puramente recreativo, nunca são relacionadas a futilidade? Se você gosta de assistir de futebol, de acompanhar fórmula1, MMA, fazer churrascos, dificilmente será rotulado de fútil por isso.

Mas quando uma atividade é considerada feminina, ela sempre é vista como débil, boba, supérflua, mesmo quando a pessoa é profissional dessas áreas, faz disso uma profissão, as pessoas rotulam como algo superficial.

É muito claro para mim que atribuir determinados gostos e escolhas as mulheres e dizer que essas determinações são fúteis, é mais um dos rótulos que nos são colocados ao nascermos mulheres, vem com a obrigação de performar feminilidade. Eu entendo isso e entendo que não devemos nos restringir a esses interesses considerados femininos. Sou a primeira a dizer sempre todos os dias que podemos tudo.

Mas e se a gente gostar de moda, maquiagem, decoração, jardinagem e culinária? Somos fúteis, rasas, superficiais, por isso?

Recebo muita desaprovação explícita ou velada das pessoas por ter um blog que também fala de moda, por ser maquiadora. Já chegaram a me dizer que não faz sentido eu ser feminista e falar disso em um mesmo espaço em que falo de tendências de moda. Será mesmo que as duas coisas não combinam, sou proibida de ter esses gostos “femininos” porque luto todos os dias por igualdade para as mulheres? Fica aí o questionamento. 🤔

“A história única cria estereótipos, e o problema com os estereótipos não é que eles sejam falsos, mas que eles são incompletos. Eles fazem uma história se tornar a única história. “
– Chimamanda Ngozi Adichie

Por muito tempo mulheres tentam se desassociar dos estereótipos de gênero, do rosa, das princesas, para tentarem conseguir respeito para sua capacidade, inteligência e habilidades. Já passei por essa fase de renegar tudo que é dito como feminino, pois ao ser linkada a essas coisas, me vincularia a banalidade. Como se por eu gostar de usar batom e esmalte, não sou capaz de entender de ciências, política e outros temas da vida em sociedade.

Comecei a mudar isso quando compreendi que negar gostos e atribuir a eles valor menor de importância na sociedade apenas por estarem relacionados a feminilidade, era me aprisionar a mais um novo padrão, era concordar com toda a baboseira que dizem sobre mulheres serem fúteis.

A partir daí comecei a perceber que minhas afinidades e gostos não poderiam ser rotulados e vinculados a gênero das coisas. Nem eu nem ninguém, temos preferências estritamente dentro do gênero que nos foi atribuído. E gostar de de rosa não me faz inferior a outras mulheres que não gostam, e que essas preferências pessoais não ditam por si só nosso caráter, inteligência ou capacidades.

O problema com o gênero é que prescreve como devemos ser ao invés de reconhecer como somos. Imagine o quanto mais felizes seríamos, quão mais livres seriam nossos verdadeiros eus individuais, se não tivéssemos o peso das expectativas de gênero. “
– Chimamanda Ngozi Adichie, nós devemos todos ser feministas

BRAAAACK! Esse é o som de mais uma corrente sendo quebrada! (Desculpem a onomatopéia)

Mas é lindo quando nos vemos tão seguras e livres a ponto de não precisar negar nada, nem mesmo que adoramos cor de rosa, arco-íris e unicórnios. 💕🌈🦄

Postado por Helena Sá

Veja também

18/04/17
Por que associamos interesses ditos como femininos à futilidade

A gente sempre relaciona automaticamente futilidade com interesses ditos femininos, como moda, maquiagem, decoração… é o que primeiro nos vem a cabeça quando a palavra fútil  surge em alguma conversa. Mas será que isso é verdade?

Gostar de moda, de se maquiar, de ter uma casa bem decorada, torna você uma pessoa fútil? Vocês já se perguntaram por que as afinidades e atividades associadas a masculinidade e que muitas vezes tem um objetivo puramente recreativo, nunca são relacionadas a futilidade? Se você gosta de assistir de futebol, de acompanhar fórmula1, MMA, fazer churrascos, dificilmente será rotulado de fútil por isso.

Mas quando uma atividade é considerada feminina, ela sempre é vista como débil, boba, supérflua, mesmo quando a pessoa é profissional dessas áreas, faz disso uma profissão, as pessoas rotulam como algo superficial.

É muito claro para mim que atribuir determinados gostos e escolhas as mulheres e dizer que essas determinações são fúteis, é mais um dos rótulos que nos são colocados ao nascermos mulheres, vem com a obrigação de performar feminilidade. Eu entendo isso e entendo que não devemos nos restringir a esses interesses considerados femininos. Sou a primeira a dizer sempre todos os dias que podemos tudo.

Mas e se a gente gostar de moda, maquiagem, decoração, jardinagem e culinária? Somos fúteis, rasas, superficiais, por isso?

Recebo muita desaprovação explícita ou velada das pessoas por ter um blog que também fala de moda, por ser maquiadora. Já chegaram a me dizer que não faz sentido eu ser feminista e falar disso em um mesmo espaço em que falo de tendências de moda. Será mesmo que as duas coisas não combinam, sou proibida de ter esses gostos “femininos” porque luto todos os dias por igualdade para as mulheres? Fica aí o questionamento. 🤔

“A história única cria estereótipos, e o problema com os estereótipos não é que eles sejam falsos, mas que eles são incompletos. Eles fazem uma história se tornar a única história. “
– Chimamanda Ngozi Adichie

Por muito tempo mulheres tentam se desassociar dos estereótipos de gênero, do rosa, das princesas, para tentarem conseguir respeito para sua capacidade, inteligência e habilidades. Já passei por essa fase de renegar tudo que é dito como feminino, pois ao ser linkada a essas coisas, me vincularia a banalidade. Como se por eu gostar de usar batom e esmalte, não sou capaz de entender de ciências, política e outros temas da vida em sociedade.

Comecei a mudar isso quando compreendi que negar gostos e atribuir a eles valor menor de importância na sociedade apenas por estarem relacionados a feminilidade, era me aprisionar a mais um novo padrão, era concordar com toda a baboseira que dizem sobre mulheres serem fúteis.

A partir daí comecei a perceber que minhas afinidades e gostos não poderiam ser rotulados e vinculados a gênero das coisas. Nem eu nem ninguém, temos preferências estritamente dentro do gênero que nos foi atribuído. E gostar de de rosa não me faz inferior a outras mulheres que não gostam, e que essas preferências pessoais não ditam por si só nosso caráter, inteligência ou capacidades.

O problema com o gênero é que prescreve como devemos ser ao invés de reconhecer como somos. Imagine o quanto mais felizes seríamos, quão mais livres seriam nossos verdadeiros eus individuais, se não tivéssemos o peso das expectativas de gênero. “
– Chimamanda Ngozi Adichie, nós devemos todos ser feministas

BRAAAACK! Esse é o som de mais uma corrente sendo quebrada! (Desculpem a onomatopéia)

Mas é lindo quando nos vemos tão seguras e livres a ponto de não precisar negar nada, nem mesmo que adoramos cor de rosa, arco-íris e unicórnios. 💕🌈🦄

Postado por Helena Sá

Veja também

22/03/17
em: moda
[Trend de Inverno] Sapatos de Veludo

Tem rolado pouco conteúdo de moda por aqui, sorry Girls, estou em ritmo de reorganizar o blog e os looks e tendências tão ficando atrasadas. MAS, com esse ventinho que começou a fazer, e a esperança de um inverno bem gelado, eu já me empolguei com algumas tendências de moda.

Uma delas, que inclusive já cedi e caí no consumismo, são os creepers, flatforms e tratorados em veludo. Assim que bati os olhos no primeiro sapato de veludo nas lojas esse ano, já me veio aquela nostalgia dos anos 90. O creeper é um estilo de calçado da década d 90, em veludo então, é muito grunge, é muito amor. 💜

E pra inspirar todo mundo que já amou e ainda vai amar essa tendência, selecionei alguns modelos lindos de flatforms, oxfords, tênis e até coturnos em veludo pra gente babar.

Veludo nos pés

Na gringa a gente encontra muitos modelos em veludo molhado, que é esse aspecto de que o tecido brilha ou está mesmo molhado.

Creeper veludo

Mas o veludo tradicional, principalmente em tons escuros como vinho, verde esmeralda e azul marinho, também aparecem muito e são as primeiras cores que tenho visto nas lojas brasileiras.

Tênis de veludo

Acompanhando o veludo, tenho visto muito o cadarço de fita no lugar do tradicional cadarço dos tênis. Eu acho super fofo e delicado. E vocês?

Oxford veludo

Esse Oxford em veludo molhado verde esmeralda tá um amorzinho. 💕

Tênis de veludo Velvet creeper

O flatform e o creeper não vão nos abandonar mesmo, ainda bem. Só vieram em veludo pro inverno, o que é uma grande mudança do metalizado da primavera e do verão.

Coturno de veludo

Coturno e veludo = melhor combinação 😍

Veludo cano alto Flatform veludo

Encontrei alguns modelos em lojas brasileiras e deixo aqui o link pra vocês. Os preços não estão fora do que a gente já tem visto ultimamente. O que surpreendeu positivamente foi esse modelo da Moleca, e esse aqui Constance, que não resisti e trouxe pra casa. A linha Santinato da Renner também veio com um modelo legal em veludo.

A vontade é ter vários, mas vamos nos conter, ninguém tá podendo e também não precisamos de tantos sapatos. Então se for escolher um sapatinho de veludo pra chamar de seu, foque nas suas cores e modelos preferidos, pra não correr o risco de ficar só enfeitado seu guarda roupas. 😉

Postado por Helena Sá

Veja também

25/01/17
Óculos tendência no Aliexpress

Oculos tendencia no aliexpress

Sempre que eu curto muito um modelo de óculos escuros, ele está na bela face de uma gringa, e quando finalmente chega ao Brasil, está em lojas que superfaturam o valor dos mesmos.

Normalmente o estilo de óculos que eu curto não são aqueles de grife caríssimos, eu gosto de designs diferentes, cores, lentes em vários tons…😎

E o lugar que tenho sempre encontrado todos os modelos que eu desejo é no Aliexpress. dá pra encontrar desde réplicas de modelos das grifes famosas até esses modelos super diferentes que eu curto demais.🕶

No inicio de novembro eu fiz um pedido de 3 pares, em dois vendedores diferentes, e ambos chegaram com 40 dias do pedido.

Óculos tendência aliexpress

O que mais me surpreendeu foi a qualidade do material dos óculos, muito bons, não é aquele tipo de acessório que é bonitinho só de longe, eles realmente fazem vista de perto, fiquei encantada. 💜

E o melhor, os preços, paguei em média 6 dólares por cada par com fréte grátis, não tive problemas de tributação, foram compras lindas! 😍

Nos dois modelos que escolhi tinha várias opções de cor da armação e das lentes.

Óculos aliexpress

O primeiro modelo que comprei em duas cores nunca vi pra vender no Brasil, e esse segundo da foto acima costuma ser vendido por aqui entre 100 a 150 reais mais frete. 🤑

Como eu não sou egoísta lá vão os links dos vendedores:

E foi super tranquilo de comprar, passaram o código de rastreio direitinho e tudo mais.

That’s it girls! Vocês se tiverem algum achadinho de Ali, Ebay ou qualquer compra gringa, por favor dividam aqui com gente. 😉💟

Postado por Helena Sá

Veja também

22/12/16
Vestido Pop Art Beauty in Curves

look pop art

E quando você ama um vestido que não esperava amar? Sim, na vida a gente realmente tem que tentar sempre sair da zona de conforto.

Eu nunca tive um vestido ou blusa com decote ombro a ombro, e provavelmente não escolheria dentre outros modelos, mas eu amei demais como ele ficou no corpo! 😍

beauty in curves

 

Esse vestido pop art da Beauty in Curves não foi amor a primeira vista, mas olha, foi amor a primeira vestida! 😅

Amei a forma como ele veste bem, curti demais o decote ombro a ombro que está totalmente in pra esse verão, e principalmente, amo essa estampa! 💜

look pop art

E pra quem acha que por ser uma estampa mais chamativa, fica difícil de combinar. Tô aí mais uma vez pra provar o contrário. Joguei um brincão de ursinho dourado que já esteve aqui, meus óculos novos nude MARAVILHOSO, minha bolsa holográfica que também já rodou por aqui, e pra finalizar, meu oxford flatform prata! ⭐️

look pop art

Quem lê a lista aí em cima sem ver o look pensa, miga sua loka, não vai dar certo! Mas ó, dá sim, tem que experimentar!

look pop art

E claro, essa combinação tá dentro do meu estilo, dá certo pra mim, pode dar certo pra vocês também, vai depender do gosto e do estilo de cada uma, ok?!

look pop art

Sabe quando você olha as fotos de um look seu e dá vontade de vestir de novo na hora? Tô aqui nesse sentimento vendo essas fotos. Que aliás, são do Matheus Maia, fotógrafo carioca que me deixou babando pelos cliques dele. 😍

look pop art

Detalhe do meu flatform novo, bolsinha já batida e barra desse vestido que é puro amor. 💕

look pop art look pop art

Eu usei:

  • Vestido Pop Art, Beauty in Curves;
  • Brinco ursinho, Thalita Laleme Store;
  • Flatform prata, Constance;
  • Bolsa holográfica, Forever21;
  • Óculos nude, Aliexpress.

 

vestido pop art

Em meio a tanto look básico, normcore, basic bitchs e minimalistas, eu adoro ir contra a corrente. 😆

look pop art

E se você como eu não é nada básica, vai fundo nesse vestido! E olha, dá pra fazer várias combinações com ele, viu? Só escolhi usar assim, pois estamos no verão e sobreposições nesse caso, só bem levinhas. Mas ele volta no inverno com jaquetinha, colete, cropped… aguardem!

Pra acompanhar todas as novidades da Beauty in Curves:

No Beleza sem Tamanho tem look da Beauty também! 😉

Créditos:

Postado por Helena Sá

Veja também

16/12/16
Vestido de Girafa do Ateliê Cretismo

vestido de girafas atelie cretismo

Esse fim de semana que passou fomos eu e Kalli para o Rio com uma missão fashion especial. Fazer looks lindos de algumas marcas incríveis da cidade maravilhosa. Isso mesmo, aparentemente mineiras vestindo as roupas de pequenas grandes marcas cariocas, é o que há de lacre! Quer ver?

Esse Vestido de Girafa do Ateliê Cretismo foi amor instantâneo, eu vi e agarrei nele e quis de toda forma trazer pra casa. E como a marca faz poucas unidades de cada modelo, esse meu é praticamente único, só meu mesmo. #sorry 😘

atelie cretismo

Mas muito além da estampa, eu adoro esse corte dos vestidos do Ateliê Cretismo, pra começar, como eu já disse quando vesti outro look da marca, os vestidos tem BOLSOS! E eu amo demais a praticidade e independência que um vestido ou saia com bolsos dão pra gente.

vestido girafas

Pra completar o look divertido que o vestido pede, eu usei óculos de gatinho, batom azul e um strap bra, esse pra dar uma quebrada no tom lúdico do vestido e trazer pro visual uma ÇENSUALIDADE ahahahaha. 😆

vestido girafas2

O vestido é muito fresquinho, pro calor do Rio e para o verão que ainda vai chegar, eu vou colar nele e usar muito! 💜

vestido girafas4

Coloquei essa chinela estilo vovô, mas que por ser metalizada fechou no look com o batom, achei que formou mesmo um combo perfeito. 🎈

vestido girafas5

Ai, que fresquinha ela! Gente, desculpa a bobeira, mas me achei super girlie e fofa com esse vestido. 👗

vestido girafas6

Eu usei:

  • Vestido girafas, Ateliê Cretismo;
  • Chinelo vovô prata, Leader;
  • Strap bra, Trifil;
  • Óculos gatinho, 25 de março;
  • Batom metático, Ricosti.

vestido girafas7

Detalhe da rasteirinha que foi super baratchenha.

vestido girafas8

Essa foto eu deixei pro final porque queria falar dela, do amor que tem nela. Eu amei demais, pois nela tem a junção do amor a cada detalhe que o Ateliê Cretismo imprime em cada peça (olha aí a etiqueta da marca junto ao detalhe fofo do zíper aparente), e minha tattoo FAT POWER coladinha ali pra comprovar o poder que marcas como o Cretismo dão para nós ao fazer roupas únicas e especiais para todos os tipos de corpos. 🌟

Para conhecer e ver mais do Ateliê Cretismo:

Lá no Beleza sem tamanho tem o look da Kalli que também tá demais! 😍

Créditos:

Postado por Helena Sá

Veja também

01/12/16
I am a Unicorn!

bitch i am a unicorn

Mas é claro que o primeiro look com minha tattoo nova, tinha que ser esse! Essa camiseta eu já queria há tempos, porque me desculpem, mas: BITCH, I AM A UNICORN, sim! 😅

E por incrível que pareça, esse é o look mais clean e básico que eu já fiz pra esse bloguinho. 💜

bitch i am a unicorn

O look é basicamente jeans e camiseta, sem as sobreposições que eu adoro, sem mix de estampas…

bitch i am a unicorn

Sou só eu, minha tee, meu jeans e minha tattoo 💕

bitch i am a unicorn

Esse jeans é de um estilo que se usou muito nos anos 90, chamava calça semi bag, hoje em dia já vi chamarem de calça da mamãe, pois ela é bem larguinha, mas não uma boyfriend, ela tem cintura alta e a parte do quadril e coxas mais larga que o restante do comprimento.

Eu adorei essa calça, o jeito que ela veste diferente dos jeans que estão na moda hoje em dia, é bom variar um pouco.

bitch i am a unicorn

Gosto de usar essa calça dobradinha estilo pescador, principalmente quando estou de tênis ou sapato pra mostrar a meia. Tenho investido em meias fofas, essa é um amor, com tubarõeszinhos nadando num mar cor de rosa. 🐬

bitch i am a unicorn

E o que dizer dessa camiseta? Amo muito! 💜

bitch i am a unicorn

Fazendo de tudo e qualquer pose pra mostrar a tattoo, pois é gente, vocês vão ter que me aturar fazendo malabarismos pra mostrar essa tattoo nos looks! 🙈

bitch i am a unicorn

Foto: Me ajudem com ideias de pose pra mostrar a tattoo? SOS!!!

bitch i am a unicorn 1

Amando cada detalhe desse look amorzinho. 💕

Esse flatform também é xodó, já apareceu em outros looks aqui.

bitch i am a unicorn

Lidem com isso, eu agora vou ficar mais convencida do que já sou! 😇

bitch i am a unicorn

Porque né. Bitch, please!

O que eu usei:

  • Camiseta Unicorn, Oh, querida!;
  • Jeans semi bag, Leader;
  • Flatform preto, Via Mia;
  • Meia de tubarões, Forever21;
  • Óculos espelhado rosa, Closet Dona Onça;
  • Anel spikes, Gringa.

bitch i am a unicorn

Sabe aqueles looks confortáveis que você quer usar todos os dias, pois não dão trabalho e ainda são lindos? Descrição perfeita desse aí pra mim!

E vocês, o que acharam? Quem aí tem um look básico que ama repetir?

Créditos:

  • Fotografia: Thales Alexandre
  • Maquiagem, produção e styling: por minha conta.

Contatos da Tatuadora Jessie Syon:
https://www.instagram.com/syonj/
https://www.facebook.com/jessy.syon
whatsapp (32)988860859 Juiz de Fora – MG

Postado por Helena Sá

Veja também