cabelos


15/03/16
A história recente do meu cabelo

A história recente do meu cabelo

A história recente do meu cabelo está pra ser contada há algum tempo, sempre que  mudava o cabelo pedia pro Mateus fazer uma foto, já pensando em quando fosse fazer esse post.

Imaginem que é uma história de 4 anos, pois foi quando comecei a pintar os cabelos com cor fantasia. Sim! Eu tive cabelo careta a maior parte da vida! Se eu soubesse na época que a vida é muito curta para ter um cabelo sem graça… ai ai.

A história recente do meu cabelo

Primeiro eu comecei pelas pontas, com os cabelos ainda compridos eu pintei de rosa, mas era um rosa que tendia para o vermelho, não era ainda o rosa que eu amo, que tem um fundo mais frio. (primeira foto)

Depois já radicalizei mais, cortei os cabelos e fiz mechas em vários tons, mas o tonalizante que usei era fraquinho e desbotou em 2 semanas. Porém foi a cor (cores) que mais amei. (as duas fotos de cabelo curto acima)

A história recente do meu cabelo

Depois disso foi ladeira acima, não sei mais nem dizer qual a ordem cronológica correta dos cabelos acima, só sei que passei por vários tons de rosa, roxo, fúcsia, magenta… Usei tonalizantes de várias marcas e até anilina!

cabelo-colorido

Para não falarem as boas línguas que eu sou a loka do rosa, tive a minha fase granny hair, durou uns 2 meses, mas já vale!

Agora estou com os cabelos em várias mechas de roxo, lilás e rosa, pirei e fiz tudo sozinha em casa, descolori desde a raiz. O resultado tá na última foto da montagem acima, ainda não fiz uma foto legal, mas já dá pra ter uma ideia.

Sobre se é melhor fazer no salão ou em casa, depende muito. Se você tem um cabeleireiro de confiança, um bom profissional, que se importe com a saúde dos cabelos das clientes, vai fundo. Aqui em Juiz de Fora recomendo fortemente o Rapha do Salão Beleza de Minas. Agora, se você já tem habilidade e pesquisou muito como fazer descoloração na internet, vai fundo, muitas vezes a gente sabe cuidar melhor dos nossos cabelos do que cabeleireiros que não estão nem aí para ele. 😉

E essa foi a linda história do meu cabelo rosa, e enquanto eu viver, ela está longe de ter final! (dramática)

Agora eu quero saber a história dos cabelim docês! 😀

Postado por Helena Sá

Veja também

19/06/17
Se nada der certo…

se nada der certo

Eu já estava para gravar um vídeo e escrever aqui sobre o meu novo trabalho na marca Sou Dessas. Mas com a tal festa à fantasia de um colégio particular em que os alunos se fantasiaram de profissões que consideram como “dar errado” na vida, tive que adiantar esse post pra poder falar o que eu penso disso tudo.

Aperta o PLAY e assiste em HD! 🎈

No vídeo eu falo detalhes do meu trabalho como consultora/influenciadora (esse é o cargo na carteira de trabalho), da Sou Dessas. Esse é um trabalho que estou curtindo fazer, pois ele valoriza meu blog,, parte dele é produzir conteúdo para o Garotas, e isso é incrível. ⭐️

Falo também da minha formação acadêmica, do trabalho no blog… mas eu quero aqui reforçar uma coisa:

De fora a vida dos colegas, do vizinho, na maioria das vezes parece ser um mar de rosas, parece que tudo “deu certo”.

Mas nunca é o que parece, o clichê é verdade, a vida é complicada, não tem receita de bolo ou manual de instruções. Você pode seguir tudo que te disseram, ou pode seguir seus sonhos, nenhum dos dois caminhos é garantia de “sucesso” no final.

Porém, a gente também não tem como medir sucesso na vida, não é ter mais dinheiro, acho que dar certo na vida é fazer o que gosta, ser feliz assim, conseguir tempo pra ficar perto de quem a gente ama… são tantos os fatores e diferentes para cada um de nós, não dá mesmo pra mensurar.

A única coisa que dá pra concluir dessa história toda, é que se você acha que existem trabalhos inferiores, que dar certo na vida é só dinheiro e status, acho que você já está dando errado, não é? 😉

Postado por Helena Sá

Veja também

16/06/17
em: beleza
Lançamentos de beleza na Mega Vale (O Retorno)

Lançamentos de beleza na Mega Vale

Eu voltei… e agora é pra ficar… pois é, lembram da #lançamentosdebelezanamegavale? Tem vários vídeos desse vlog no canal, e agora nós voltamos pra Mega, é todo mês vai ter lançamentos maquiagem, cabelo, pele e muito mais na loja. ⭐️

Esse é primeiro da volta, vou pegar o jeito de novo, tá legal, mas pode e    vai melhorar!

Aperta o PLAY e assiste em HD. 😉

Quem quiser ver tudo de perto que eu mostrei, passa na Mega Vale da rua halfeld se for de Juiz de Fora. Se não for, tem Mega em várias cidades e os produtos que indiquei estão nas grandes lojas de cosméticos do país. 👍🏻

E o principal: Se inscrevam no canal, deem joinha no vídeo, cometem o que acharam do vídeo e aceito dicas. 😘

Postado por Helena Sá

Veja também

10/05/17
RESENHA: Vem Que Não Tem – Sou Dessas

Vem que não tem

Eu tive que gravar vídeo, porque só assim pra vcs verem esse cabelo, esse brilho! Eu to apaixonada no resultado que a linha Vem que não tem da Sou Dessas deu no meu cabelo.

E eu tava ressabiada pq eh uma linha para cabelos oleosos, pensei que poderia deixar mais seco, mas gente, que macio e que brilhante que tá esse meu cabelim!

E no caso de cabelo colorido, é difícil mostrar brilho.

No vídeo tem mais detalhes, aperta o PLAY e assiste em HD!

Eu já usei o shampoo e o condicionador, que são tanto no poo quanto low poo. Eu usei da forma tradicional. Shampoo, enxágue, depois condicionador e enxágue. O cheirinho é bem, leve gostoso. Ele aliás é todo leve, o único condicionador nacional transparente.

Senti que além de tudo que eu falei, deixa o cabelo mais limpo, acredito que é por ter essa base vegetal, o cabelo acaba ficando livre de resíduos.

A base da linha é o chá verde, que é antioxidante, mantém o cabelo jovem. ela não tem parabenos, sulfatos, nem silicones. E meu, o resultado disso é um cabelo leve, com uma aparência de limpo por mais tempo, e o brilho eu não canso de falar desse trem!

Vem que não tem sou dessas

O preço do kit shampoo e condicionador fica em torno de uns R$50, que eu acho um ótimo preço pela qualidade e resultado que a linha proporciona. Cada embalagem contém 300ml, e o produto parece render bem.

Como já disse mil vezes, adorei e vai ser minha dupla de uso diário, pois quem não quer cabelo com brilho, volume e leve todos os dias?

Alguém mais já usou? Ah! Se inscrevam no canal! 😉

Postado por Helena Sá

Veja também

07/10/16
em: Cabelos
Meu corte novo

Do You Wanna Touch Me

Tô sempre mudando a cor do cabelo, já passei por granny, rosa claro, rosa escuro, magenta, roxo, lilás… mas o corte não acompanhava a ousadia das cores, mas tem um motivo.

Faz por aí uns 2 anos que tento aqui na minha cidade alguém que fizesse um corte diferente que era muito o meu desejo, mas não sei porquê, nenhum cabeleireiro que eu fui foi capaz de me atender e o corte nem é tão radical assim, vejam:

corte novo

 

Pois então, sempre que mostrava essas fotos ou outras parecidas desse corte, as pessoas falavam: “Aim, mas você tem pouco cabelo, não dá pra fazer esse corte em você…” E eu sempre tinha que dizer: eu sei que não ficará exatamente igual, cada cabelo é de um jeito, na foto a moça tá de escova, babyliss e com algum produto pra dar volume, sei que se eu quiser esse efeito, tenho que fazer o mesmo… ou seja, explicar que não sou uma criança de 3 anos e entendo as diferenças entre os cabelos e tudo mais.

Daí quando decidi ir pra São Paulo, já me veio a ideia de ir a um salão mais alternativo, que as pessoas não tivessem preconceitos quanto a cortes e com habilidade pra fazer o corte independente do tipo ou quantidade de cabelo que eu tenho.

Marquei no Retro Hair, pois já tinha lido muito sobre ele nos blogs, todo mundo recomendando. Escolhi uma profissional mulher assim aleatoriamente, sem indicação de ninguém.

Cheguei lá e a Gabi, que me atendeu já veio falando do meu cabelo que é pouco… antes dela terminar dei meu texto de sempre aí de cima e ela mesmo que incrédula fez o corte, muito bem feito, do jeito que eu queria. Na hora de escovar ela já ia fazendo bem liso, eu pedi pra modelar na chapinha ou babyliss, pois eu não uso meu cabelo liso, adoro ondas ou cachos. Ela modelou, e na hora ficou legalzinho, saí de lá ainda sentindo a falta do cabelo, pois cortei bastante.

Mas depois que cheguei na casa do meu amigo, lavei e modelei eu mesma, gente, eu AMEI! Ficou lindo demais, olha só o resultado:

corte-novo

Eu tô achando super prático de arrumar esse cabelo batidinho na nuca, e adoro o efeito dele mais comprido na frente, esse corte é tudo que eu queria!

Agora é torcer pra encontrar alguém aqui na minha cidade que possa manter, pois pretendo ficar com esse estilo um bom tempo, quando eu ~garro~ amor, não largo.

Agora quero saber, o que as princesas acharam do meu corte novo?

Postado por Helena Sá

Veja também

13/06/16
Técnica para secar e definir os cachos

Com esse frio todo que está fazendo nos últimos dias, lavar o cabelo pode ser uma tarefa nada fácil, principalmente, se você não tiver um secador para secá-los pós-lavagem. Bom, eu como uma típica cacheada sempre torci o nariz para o secador e demorei muito para ter um em casa. E nesses dias frios a solução sempre foi sair de manhã com cabeça molhada mesmo. Não era fácil, imaginem só quanta dor de garganta eu poderia ter evitado?

Hoje as cacheadas sabem que secar o cabelo com o difusor não causa danos e também não desmancham os cachos. Mas, eu confesso que só uso o meu quando realmente preciso, ainda prefiro o resultado da secagem natural dos fios. Porém, o meu apartamento aqui em Viçosa é muito frio e ficar com o cabelo molhado esperando ele secar não é está sendo fácil.

Por isso, tenho usado muito a técnica para secar e definir os cachos chamada Plopping ou Plunking, que ajuda a definir os cachos:

1. Finalizar o seu cabelo como de costume (quando faço a técnica prefiro usar sempre um gel depois do creme para pentear. No momento, estou usando o G-Gelatina da Capicilin)
2. Estender uma camiseta, ou qualquer outra peça de algodão, na sua cama.
3. Virar a cabeça para baixo (eu já finalizo meu cabelo assim porque me dá mais volume) e acomodar os cachos em cima da camiseta
4. Cobrir todo o cabelo com a camiseta como se fosse fazer uma touca ou um turbante e torça as pontas.

A imagem que eu encontrei deixa a explicação mais clara.

plopping

Deixe o tempo que você achar necessário, eu costumo deixar por volta de 1h 30 ou mais, e meus cabelos saem praticamente secos. Depois que tirar a camiseta, vale a pena dar aquela sacudida pra frente e para os lados para dar aquele volume feliz. Se você gostar de volume, claro. E pronto, cachos definidos e sem frizz.

P.S.: Se você ajeitar na hora que coloca os cachos sobre a camiseta eles não ficam amassados quando você retirá-la. Vai ser só sucesso e sem cabelo molhado na nuca nesse frio. 😉

Postado por Ana Paula Nunes

Veja também

17/05/16
Deixar o cabelo solto é revolução

cabelo solto

Para as garotas de transição, que sabem como é difícil não se render ao elástico e deixar o cabelo preso permanentemente. E principalmente, para as garotas que o cabelo na rua chama atenção, e que sabem que o cabelo solto é revolução, eu dedico essas palavras.

cabelo solto é revolução
As horas passam
Não tem mais definição
A insegurança vem, as nóias também
O frizz taí, não dá pra fingir
Você resiste, tenta insistir
Não prender também é resistência!
Onde você aprendeu que cabelo crespo é indecência?
Deixa assim.
Será que tão olhando pra mim?
Será que é rejeição?
Acho que não é aprovação.
Só hoje, mais um pouco.
E amanhã começa tudo de novo.
É diário, é rotina.
É um trabalho árduo pra manter a autoestima.

Postado por Ana Paula Nunes

Veja também