blogs


27/04/15
em: textos
Por que não tem gorda e negra nos blogs de moda?

Conversando com a Kalli, sempre comento como acho estranho quando em blogs não vejo representação da diversidade de pessoas, das pessoas comuns, de todos os tipos. E então, por que não tem gorda e negra nos blogs de moda?

Sei que é uniforme em revistas, TV e até mesmo em certos locais e eventos, que só se mostre, convide e considere, pessoas de um certo tipo, aquelas que o padrão impõe como bonitas: pessoas, brancas, magras e de preferência, com cabelos lisos. Isso é triste, mas a gente já espera, é difícil mudar isso. Faço minha parte não consumindo esse tipo de conteúdo e criticando sempre que possível.

Mas o que me espanta demais, é que os blogs de moda, que tem a princípio, liberdade editorial, que são feitos por pessoas na maioria dos casos “comuns”, continuem reproduzindo essa visão distorcida de apresentar somente o padrão.

Por que não tem gorda e negra nos blogs

Só moças altas, magras e branquinhas ficam bem de chapéu?

Não estou falando de blogs de nicho, como os plus size ou direcionados contra o preconceito, esses com certeza vão mostrar diversidade e vão trazer algo fora do lugar comum. Mas os blogs, sejam eles grandes ou pequenos, profissionais ou iniciantes, em sua esmagadora maioria só trazem em seus posts de tendências, em suas imagens de inspiração, pessoas loiras, altas, magras, variando aqui e ali raramente.

Por que não tem gorda e negra nos blogs

Kimono é só pra quem veste 36?

Sim, a maioria dos blogs de moda e beleza são feitos por garotas e mulheres magras e brancas, mas mesmo assim, não tem por que em um país multi racial como o nosso, essas pessoas só considerarem um tipo de beleza. Falta visão, falta empatia e falta percepção.

Por que não tem gorda e negra nos blogs

E não é que eu consegui encontrar negras e moças acima do 42 que ficam lindas de chapéu!

Eu digo principalmente que falta empatia, pois para escrever e produzir conteúdo para um público como o do Brasil, tem que se colocar mais ainda no lugar do leitor. O país é grande não só em raças e biotipos, mas em cultura, sotaques, tradições… não tem por que passar por cima de toda essa diversidade e considerar só o padrão.

E o mais incrível disso tudo, é que as vezes o próprio autor do blog não está ali representado nos looks, nas tendências que ele mostra. Me assustei outro dia ao abrir um blog de um rapaz gordo, e só ver fotos de inspiração com rapazes magros, altos e brancos. Ou seja, a pessoa sequer considera prestigiar o seu próprio biotipo.

por que não tem gorda e negra nos blogs de moda

Mostrando que eu gosto da minha imagem e de pessoas como eu <3

 

Nossa Helena, então você é perfeita, considera 1000 fatores só para um post de tendências bobo. NÃO! Estou longe da perfeição e nem a busco. O que eu quero propor aqui é a reflexão, pois não acredito que todos os blogueiros reproduzam esse estereótipo por preconceito, por maldade. Isso acontece porque somos inseridos numa  sociedade que incentiva isso, pela mídia principalmente. A ideia aqui é fazer pensar, não apontar o dedo e julgar.

Eu por exemplo, mostro sempre nos posts de tendência, pessoas de todos os jeitos usando aquela peça, não só para dar representação para essas pessoas, mas para que o gordo veja como aquela roupa fica em pessoas com o mesmo tipo físico, para que o negro, o loiro, ruivo ou moreno perceba como uma moda pode ser para ele também! Mas ainda preciso conseguir inserir pessoas com deficiência, é difícil encontrar fotos, mas ainda chego lá!

por que não tem gordas e negras nos blogs

E sabe por que estou falando disso aqui? Pois fora dos blogs feministas ou contra preconceitos, raramente se vê alguém tocando no assunto. E acredito que sim, um blog de moda tem que ter visão crítica também, tem que ter voz e contestar, opinar e mudar as coisas.

Por isso convido a vocês leitoras a prestarem atenção nos blogs que acompanham e as blogueiras a refletirem junto comigo, a no próximo post de tendência fazer esse exercício de mostrar pessoas diferentes, sair da zona de conforto e surpreender seu leitor.

Ah! Quem tiver dica de blog de moda, que assim como o Garotas, luta pela moda inclusiva, pode indicar nos comentários! 😉

Postado por Helena Sá

Veja também

19/08/15
Eu não me vejo, e você?

Passei uma semana sem postar aqui, em pleno BEDA, e eu peço desculpa a vocês e a mim mesma, pois esses dias me deixei abater um pouco, me senti sem forças, acho que todos nós passamos por isso em algum momento da vida, é normal, a gente só não pode deixar isso fazer parte, ser uma constante e não apenas uma exceção. 😉

Não teve post aqui, mas uma coisa que eu não pude deixar de fazer por compromisso com vocês, foi deixar de postar as mensagens/frases, que posto todos os dias no Instagram e Facebook. Por mais que eu estivesse desmotivada, sei que as mensagens fazem muita diferença positiva no dia de vocês girls. Sei disso pelas mensagens que recebo no inbox da página, nos comentários, e até nos likes e compartilhamentos. Por isso, os “quotes” do Garotas não falharam.

Mas o motivo do meu desânimo momentâneo é também o motivo desse post. Semana passada recebi duas revistas em casa, uma local da minha cidade, e uma de uma marca de calçados de plástico que está lançando coleção nova.

Eu-não-me-vejo-e-você

Eu não me vejo, e você?

Folheei as revistas da primeira a última página, na primeira revista, não encontrei ninguém com manequim acima do 40, e não estou falando dos editoriais de moda, me refiro a matéria de street style, que supostamente foi feita nas ruas da cidade mostrando a diversidade de estilos. Mas de diversidade não tinha nada ali, eram pessoas brancas, magras, descoladinhas (odeio essa palavra), e só! Parecia que quem fez a matéria reuniu seu clubinho, pediu pra vestirem suas roupinhas mais hipsters e fotografou como moda de rua, e isso é qualquer coisa, menos moda de rua. Nas ruas você vê diferentes idades, corpos e etnias, vê classes sociais, vê estilos, ou seja, a rua ainda é democrática, mas a matéria foi higienista e isso é triste.

Eu-não-me-vejo-e-você

Na segunda revista, a dos calçados de plástico, o foco são mulheres jovens, entre adolescentes a moças de uns 25 anos, imagino. E assustadoramente, para essa marca só existem moças dessa faixa etária brancas, magras e de preferência loiras naturais ou tingidas. E isso também é muito triste, pois é um produto popular, todo tipo de mulher dessa idade costuma consumir, e essas meninas, essas moças, não se veem ali, não acham que são bonitas ou dignas de estarem ali representadas. Fico triste de a essa altura de 2015, ainda termos que apontar esse tipo de preconceito na mídia e na publicidade.

Eu-não-me-vejo-e-você

Isso se juntou a algumas outras decepções e me deixou pra baixo, desestimulada de blogar, de passar uma mensagem que aparentemente poucas pessoas querem ouvir. E que algumas das que ouvem, batem palminhas, acham bonitinho a gente falar de inclusão, mas na prática, nas suas vidas, no seu trabalho, nas suas marcas e mídias continuam perpetuando os mesmos padrões, preconceitos e estereótipos.

E esse tipo de coisa me atinge duplamente, pois me exclui como pessoa e mulher, e ainda por cima fecha portas para mim como blogueira e formadora de opinião.

Ah, mas Helena, tem muita marca plus size, tem revista especializada nisso, outro dia a Ju foi capa de revista. Sim gente, é verdade que algumas coisas estão acontecendo, algumas de nós estão sendo ouvidas e nos representando muito bem, mas são casos isolados. Esse tipo de mídia e publicidade que nos exclui é majoritária, e eu ainda vejo essas ações pontuais e isoladas como medida paliativa para manter vendas, não um real compromisso com a inclusão e quebra de padrões.

Muita gente pode vir falar para eu procurar e prestigiar quem nos inclui e deixar para lá quem não quer saber da gente. E sim, eu já prestigio, divulgo e consumo quem faz moda para mim, quem me enxerga como consumidora e como mulher inteligente e com estilo. Mas nem eu nem vocês podemos fechar os olhos para essa maioria esmagadora de falta de representatividade da mulher comum, da mulher gorda, da negra, da mais velha, da deficiente.

Enquanto eu puder eu vou meter o pé nessa porta, não querem nos deixar entrar, não querem nos ver, não querem nos contratar, nem nos ouvir. Mas vão sim ter que engolir, pois eu, nós, vamos descer goela abaixo, vamos pular o muro e vamos entrar. Me recuso a viver apenas no gueto, na zona de conforto que são as revistas, marcas e grupos plus size e feministas, elas são importantes sim, mas nossa voz tem que ir além, tem que chegar na menina que consome o sapato de plástico, na mulher que anda nas ruas.

É… parece que o desânimo passou, tô de volta e tombando tá mores?

via GIPHY
beda

 

Postado por Helena Sá

Veja também

03/08/15
BEDA – O que é e porque o Garotas entrou nessa

blog-every-day-august

Quem viu os posts de sábado e domingo, percebeu um banner no final do texto falando do BEDA. E para quem não conhece o projeto, vou explicar um pouquinho.

O BEDA, que significa Blog Every Day in August (blogar todos os dias de agosto), é uma super blogagem coletiva que aqui no Brasil o grupo de blogueiras que participo chamado ROTAROOTS, está organizando.

Então o que acontece é que vários blogs lindos estão se empenhando em agosto para trazer conteúdo de qualidade todos os dias desse mês. É uma forma de presentear os leitores no mês em que é comemorado o dia do blog (31 de agosto). ♥

E é claro que eu vou me virar do jeito que der com o tempo (deixar de ver algumas séries), pra poder me dedicar e trazer conteúdo lindo que vocês amam todos os dias desse mês. E SE, o retorno de vocês for positivo, vou tentar implementar as postagens diárias definitivamente aqui no bloguinho! \o/

Para que vocês possam acompanhar as postagens do BEDA tanto aqui do Garotas, quanto dos outros blogs, todo mundo está usando a #BEDA em todas as redes sociais, assim vocês ficam ligadas em tudo que acontece de bom na blogosfera esse mês.

That’s it minha gente! Tô mega empolgada a me dedicar ainda mais pra trazer looks, vídeos, receitas, resenhas, textos, quotes e muito mais para vocês. E claro, com a ajuda da equipe mais linda! ♥♥♥

Quero saber de vocês o que estão achando do BEDA não só aqui no blog, me indiquem blogs legais que estão participando? Quem tiver blog participando, indica pra eu e as leitoras conhecermos, ok?!

Postado por Helena Sá

Veja também

02/08/15
Links Empoderados da Semana #2

links-empoderados-da-semana

E os Links empoderados da semana estão de volta! Hell yeah! \o/

O Garotas nesse mês de agosto vai participar do BEDA (blog every day in august), o nome já é autoexplicativo, mas amanhã farei um post contando melhor pra vocês. Por isso estou aproveitando para colocar todas as TAGS do blog em dia. Então esse mês vai ter muito poster empoderado, link, receita, moda, séries/cinema/literatura, maquiagem e tudo mais que a gente ama, mas que a falta de tempo me impede de publicar todos os dias. 😛

E vamos ao que interessa. Separei quatro posts em 4 blogs que acompanho e amo, e que essa semana mandaram muito bem com postagens lindas sobre feminismo, autoestima, aceitação e luta! Só tem texto lindo gente, vale o click e principalmente a leitura:

“Basta uma reunião de status – daquelas que acontecem toda semana para colocar os assuntos dos projetos em andamento – para se deparar com uma mulher sendo interrompida enquanto fala. Exagero? Não. De acordo com um artigo publicado nos Estados Unidos, homens e mulheres são mais propensos a interromper uma mulher do que com um homem.”

“Vocês podem estar pensando, mas o que tem de errado em ter parceiros? Não tem nada de errado nisso, errado está a parte que você consegue certa “fama” sendo gorda e se torna exemplo para outras mulheres, aí você decide emagrecer (ok, todo mundo pode), mas você usa a sua fama como mulher gorda para atrair parceiros para o seu emagrecimento e fica esfregando na cara das suas seguidoras que você está emagrecendo e elas também devem adotar seu estilo de vida “saudável”e principalmente comprar de seus parceiros.”

“O que Felipe Neto e todas essas pessoas tão preocupadas com a saúde das pessoas gordas precisam entender é bem simples: SAÚDE NÃO É UMA CONDIÇÃO PARA SER TRATADO COM RESPEITO.”

“Não pude deixar de lembrar deste vídeo que uma amigona minha me passou ontem, que mostra a frustração de um garotinho que teve a casa invadida por uma fiscal de geladeira que confiscou todas as suas comidas favoritas (ele inclusive partiu para o quintal para nunca mais voltar…)”

Ó, leiam tá?! Não só para me deixar feliz, que já é uma grande coisa, mas porque são mulheres lindas e inteligentes, que estão dizendo coisas lindas, inteligentes e apesar de simples, revolucionárias! 😉

Ah, e venham aqui me dizer o que acharam!

beda

Postado por Helena Sá

Veja também

24/05/15
Links Empoderados da Semana

links-empoderados-da-semana

Já estava com essa ideia de linkar aqui blogs e posts que li e achei que de alguma forma eram originais e empoderadores para nós mulheres, há algum tempo. Mas sempre chegava domingo e eu tinha esquecido de salvar todos nos favoritos e não lembrava mais aonde vi, super organizada eu. 😛

Mas daí há umas 2 semanas eu saí no Linketes da Semana da linda da Renata e esse foi o pontapé que eu precisava para criar vergonha e começar logo a dividir as coisas lindas, legais, importantes e empoderadoras que vejo pela blogosfera durante cada semana.

Essa semana são poucos links, pois eu como sempre só lembrei de salvar meus favoritos no meio da semana. E gente, a postagem pode ser mais antiga no blog que linkei, o que vale é a semana que eu li. Vou tentar trazer o máximo de posts mais atuais, da semana mesmo, mas as vezes pode rolar textos, vídeos e afins mais antigos de 2 semanas atrás.

Links Empoderados da Semana

  • Pelo direito de cada um cuidar da sua própria saúde – Beleza sem Tamanho
  • A busca desenfreada do sucesso (e porque eu não vou mais a eventos blogueiros) – Mulher Vitrola
  • 13 coisas que ninguém fala para uma adolescente gorda – Ju Romano
  • Não quero gordo vestindo a minha marca – Garotas Rosa Choque
  • Dia dos filhos que sobreviveram apesar de suas mães – Lugar de Mulher

Quero saber o que vocês acharam de cada texto e dos blogs que linkei, sei que provavelmente dessa vez vocês já conheçam todos, pois são blogs na minha opinião, com super credibilidade e conteúdo caprichado. Ah, tem um post do Garotas ali no meio, sempre que tiver alguma postagem aqui do blog que eu ache importante que vocês vejam e comentem, vou colocar nessa listinha também. 😉

Que os posts inspirem e empoderem vocês, para começar a semana com o pé na porta! o/

Postado por Helena Sá

Veja também

27/04/15
em: textos
Por que não tem gorda e negra nos blogs de moda?

Conversando com a Kalli, sempre comento como acho estranho quando em blogs não vejo representação da diversidade de pessoas, das pessoas comuns, de todos os tipos. E então, por que não tem gorda e negra nos blogs de moda?

Sei que é uniforme em revistas, TV e até mesmo em certos locais e eventos, que só se mostre, convide e considere, pessoas de um certo tipo, aquelas que o padrão impõe como bonitas: pessoas, brancas, magras e de preferência, com cabelos lisos. Isso é triste, mas a gente já espera, é difícil mudar isso. Faço minha parte não consumindo esse tipo de conteúdo e criticando sempre que possível.

Mas o que me espanta demais, é que os blogs de moda, que tem a princípio, liberdade editorial, que são feitos por pessoas na maioria dos casos “comuns”, continuem reproduzindo essa visão distorcida de apresentar somente o padrão.

Por que não tem gorda e negra nos blogs

Só moças altas, magras e branquinhas ficam bem de chapéu?

Não estou falando de blogs de nicho, como os plus size ou direcionados contra o preconceito, esses com certeza vão mostrar diversidade e vão trazer algo fora do lugar comum. Mas os blogs, sejam eles grandes ou pequenos, profissionais ou iniciantes, em sua esmagadora maioria só trazem em seus posts de tendências, em suas imagens de inspiração, pessoas loiras, altas, magras, variando aqui e ali raramente.

Por que não tem gorda e negra nos blogs

Kimono é só pra quem veste 36?

Sim, a maioria dos blogs de moda e beleza são feitos por garotas e mulheres magras e brancas, mas mesmo assim, não tem por que em um país multi racial como o nosso, essas pessoas só considerarem um tipo de beleza. Falta visão, falta empatia e falta percepção.

Por que não tem gorda e negra nos blogs

E não é que eu consegui encontrar negras e moças acima do 42 que ficam lindas de chapéu!

Eu digo principalmente que falta empatia, pois para escrever e produzir conteúdo para um público como o do Brasil, tem que se colocar mais ainda no lugar do leitor. O país é grande não só em raças e biotipos, mas em cultura, sotaques, tradições… não tem por que passar por cima de toda essa diversidade e considerar só o padrão.

E o mais incrível disso tudo, é que as vezes o próprio autor do blog não está ali representado nos looks, nas tendências que ele mostra. Me assustei outro dia ao abrir um blog de um rapaz gordo, e só ver fotos de inspiração com rapazes magros, altos e brancos. Ou seja, a pessoa sequer considera prestigiar o seu próprio biotipo.

por que não tem gorda e negra nos blogs de moda

Mostrando que eu gosto da minha imagem e de pessoas como eu <3

 

Nossa Helena, então você é perfeita, considera 1000 fatores só para um post de tendências bobo. NÃO! Estou longe da perfeição e nem a busco. O que eu quero propor aqui é a reflexão, pois não acredito que todos os blogueiros reproduzam esse estereótipo por preconceito, por maldade. Isso acontece porque somos inseridos numa  sociedade que incentiva isso, pela mídia principalmente. A ideia aqui é fazer pensar, não apontar o dedo e julgar.

Eu por exemplo, mostro sempre nos posts de tendência, pessoas de todos os jeitos usando aquela peça, não só para dar representação para essas pessoas, mas para que o gordo veja como aquela roupa fica em pessoas com o mesmo tipo físico, para que o negro, o loiro, ruivo ou moreno perceba como uma moda pode ser para ele também! Mas ainda preciso conseguir inserir pessoas com deficiência, é difícil encontrar fotos, mas ainda chego lá!

por que não tem gordas e negras nos blogs

E sabe por que estou falando disso aqui? Pois fora dos blogs feministas ou contra preconceitos, raramente se vê alguém tocando no assunto. E acredito que sim, um blog de moda tem que ter visão crítica também, tem que ter voz e contestar, opinar e mudar as coisas.

Por isso convido a vocês leitoras a prestarem atenção nos blogs que acompanham e as blogueiras a refletirem junto comigo, a no próximo post de tendência fazer esse exercício de mostrar pessoas diferentes, sair da zona de conforto e surpreender seu leitor.

Ah! Quem tiver dica de blog de moda, que assim como o Garotas, luta pela moda inclusiva, pode indicar nos comentários! 😉

Postado por Helena Sá

Veja também

29/12/14
Retrospectiva 2014 Amigos

retrospectiva-amigos

Gente, foi mal o sumiço, mais de 10 dias sem postar aqui no blog, tirei um tempinho pra refletir um pouco e tirar do papel alguns projetos. Mas hoje eu voltei com um post que só de escrever já me faz feliz, pois é pra relembrar os amigos que marcaram meu 2014. <3

Resolvi postar esses dias de finalzinho de 2014 e começo de 2015 algumas retrospectivas legais desse ano que tá acabando, e hoje começo com a Retrospectiva 2014 Amigos.

Esse ano minhas amizades acabaram por ter ligação na maioria das vezes com trabalho, e olha, isso não é nada ruim. São pessoas que a gente encontra nessa vida de blogueiro e que fazem valer a pena.

retrospectiva-2014-amigos

Semana passada falei desses dois aí de cima no facebook. Amizades que foram construídas em 2014, então por conta deles, não posso nunca dizer que 2014 foi um ano ruim, passei muita coisa, mas as amizades valeram tudo!

  • O Mateus é o culpado de uma mudança na minha auto estima, na minha confiança em mim mesma. No passado pessoas me fizeram acreditar que eu não podia e não merecia me achar bonita, que eu não podia ter um blog que tem entre os temas moda e maquiagem. Com certeza as fotos maravilhosas desse moço, pelas lentes e pelo olhar dele consegui ver o que eu nunca tinha visto em mim antes, só tenho a agradecer;
  • A Bárbara, essa menina que eu conheci numa entrevista péssima de emprego, a gente se olhou meio de lado quando descobriu que ambas tinham blog, mas depois disso tudo foi lindo. Ela é uma amiga pra toda hora, pra conversar de tudo, ela é a produtora mais legal, que tem gostos parecidos com os meus, tem atitude e é super talentosa, só tenho coisas boas pra dizer. <3

retrospectiva-2014-amigos

  • Nicholas meu companheiro de vlog, sempre que vou gravar algum, lá está ele comigo para enfrentar a timidez e fazer palhaçadas, fora as fofocas no inbox do FB;
  • Lita, amiga mais antiga da blogosfera, sempre posso contar com ela e espero que ela saiba que pode contar comigo também;
  • O tá de gaiato aqui, pois precisava dessa foto! ahahaah Ainda não somos amigos próximos, mas foi uma pessoa que eu admirava na blogosfera  e nos aproximamos muito esse ano, pessoalmente é absurdamente mais legal do que eu imaginava. :)

retrospectiva-2014-amigos

Conheço a Kalli há uns 4 anos, desde então sempre acompanhei o trabalho e o blog dela, mas a gente não era tão próxima, acho que por culpa minha que estava muito bloqueada de deixar as pessoas chegarem perto. Mas esse ano foi uma revelação essa amizade com ela, uma ajuda a outra, uma apoia a outra tanto no pessoal quanto no profissional.

retrospectiva-2014-amigos

Outra grande amizade que se fortaleceu esse ano, como eu disse, eu abri meu coração aos amigos em 2014, e só recebi coisa boa em troca. A Ca foi um presente que ganhei quando deixei as pessoas entrarem.

retrospectiva-2014-amigos

Paulo esse lindo que eu adoro, adoro o jeito de pensar, a personalidade, tudo sobre esse moço! Espero sair mais com ele em 2015.

retrospectiva-2014-amigos

O Rapha foi a pessoa que mais me apoiou quando eu passei por coisas bem punk na minha vida pessoal, por isso, não podia deixar de estar aqui. Obrigada por tudo! <3

retrospectiva-2014-amigos

retrospectiva-2014-amigos

Sabe aquelas pessoas que quando estão por perto só levantam o seu astral? Que só tiram o melhor de você, que te fazem feliz só com suas presenças? Bom, Renata e Victor são assim, eles são só alegria, iluminam por onde passam e em 2014 deixaram minha vida mais bonita. Thank you guys!

Desejo pra 2015 estar sempre perto dessas pessoas lindas e mais amizades incríveis como essas pra mim e pra vocês!

Postado por Helena Sá

Veja também