atitude


10/12/14
em: textos
Fazer dietas é diferente de ser saudável

no-diet-talk

Há um tempo postei sobre como tava de saco cheio das pessoas que só falavam em dietas, contei lá algumas coisas que me irritavam nesse assunto. Mas de novembro para cá, resolvi colocar para fora, contar para vocês no instagram e no facebook, o que eu acho de errado em dietas, em produtos light e outras coisas muito falsas nessa indústria da dieta que vende uma vida saudável que não existe.

Pois para mim, fazer dietas é diferente de ser saudável.

E eu resolvi falar disso de um jeitinho só meu, com muitas frases que eu criei e outras que eu vi na internet e concordei demais. Reuni essas frases que são coisas que eu realmente acredito em vários banners fofos, para que todo mundo que concorde comigo possa compartilhar e conscientizar mais e mais pessoas sobre a diferença entre ser saudável e consumir ideias e produtos light, detox, dieta da moda, whey, shake…

light- não-é-saudável

Essa constatação acima eu fiz enquanto via nutricionistas, educadores físicos e blogueiros postando seus carrinhos de compras lotados de produtos light, diet. Tudo industrializado e cheio de adoçantes, conservantes e sódio. Além da pessoa estar fazendo errado para a própria saúde, está incentivando outras pessoas que acompanham seus perfis em redes sociais, a seguirem pelo mesmo caminho.

vida-saudável-sem-neura

Vejam bem, é importante ressaltar uma mensagem que a página Não Sou Exposição sempre repete: “Não quero estimular as pessoas a se entupirem de doces e coisas gordurosas, a questão é o equilíbrio, é comer de tudo de forma equilibrada, sem neuras.”

E com certeza uma fatia de bolo que a sua avó faz é mais saudável do que esses shakes loucos que mandam você trocar uma refeição por eles.

sódio

Muita gente não pode comer várias coisas gostosas que adorariam comer por motivos de doenças, alergias e intolerância aos ingredientes. Essas pessoas dariam tudo para poderem ter uma vida normal no que diz respeito a alimentação.

Por isso acho triste que quem possa comer sem restrições, se prive de uma alimentação equilibrada por conta da dieta do sem isso ou aquilo. Além disso, há sempre uma troca, quando um produto é livre de glúten, açúcar ou lactose, há que se substituir por outro ingrediente, que muitas vezes é realmente nocivo, como sódio e adoçantes.

light- não-é-saudável

Vocês sabiam que os sucos em caixinha de fruta tem muito pouco? Que esses sucos industrializados tem tanto ou mais açúcar quanto refrigerantes? Isso sem contar conservantes, os light com adoçantes, corantes…

sushi-whey

E gente, ainda tem muita coisa pra gente contestar, esse post é sobre as mentiras que a indústria da dieta e da vida saudável contam pra gente, mas as frases e banners fofos não param por aí, falo também de feminismo, de aceitação e contra preconceitos, mas isso é papo para outros posts.

Por agora, recomendo que vocês leiam esse post interessante do blog Não conto calorias, sobre a mentira do Detox, de como isso não existe!

Convoco a todo mundo que concorda com o que eu tenho postado a compartilhar (marcando a página do Garotas), para derrubar falácias, ilusões e mentiras que são contadas para a gente todos os dias. Para mostrar que podemos pensar por nós mesmos e formar nossa opinião.

 Ah! E como sempre, quero saber o que vocês acham de tudo isso que eu falei. Qual a opinião de vocês?

*Esse post faz parte da postagem coletiva do grupo #blogosferamaisunida, para acompanhar é só entrar no instagram @blogmais

Postado por Helena Sá

Veja também

22/08/16
Saia midi e tênis

saia midi e tênis

Só tem dado look aqui no bloguinho, mas é porque comecei agosto viajando e hoje estou voltando de outra viagem, ambas para o Rio (aguardem o vlog). Por isso acaba que não dá tempo de escrever, gravar vídeos, mas look eu ainda tenho vários pra postar.

E como se precisasse de mais, sábado eu fiz esse look fofo aí de saia midi e tênis, que foi pra dar uma volta e lanchar junto com a minha mãe. Ela nunca levou jeito pra tirar fotos, sempre passei raiva quando pedia pra ela tirar alguma foto qualquer de mim, por isso não esperava muito dessas.

Mas a gente tava passando por esse grafite “Girl Gang“, que eu amo. Dai desde que vi pensei que eu tinha que fazer foto de look nessa locação, pois tudo a ver com o Garotas e comigo, né non?

girl gang look

E não é que as fotos que minha mãe fez ficaram fofas? Eu amei várias, foi até difícil escolher as que eu ia colocar no post. 💜

girl gang 11

Fora que eu tava tão fofinha, tava com preguiça de arrumar cabelo e me maquiar, então fui de rabinho de burro e só com um BB cream de leve no rosto. Achei que com isso fiquei com cara de criança, me achei super gracinha, pelo menos a Hebe diria isso de mim. 😅

look girl gang

E não é que apareceu um Zubat mala enquanto a gente fazia as fotos? 👾

girl gang 8

Mas do look ainda não falei nada. Porém, o que falar dessas peças antiguinhas, mas que ainda considero demais, aliás, amo!

A saia já apareceu aqui, e o cropped aqui, no bloguinho.

Amo essa combinação desse cropped, que eu fiz a partir de uma camiseta masculina, com a minha saia de carrossel e meu tênis pink. Mais uma vez é um visual todo combinadinho, que deu certo. Tem azul e rosa tanto na saia, quanto no cropped.

girl gang capa 2

Aliás, adoro usar cropped com saia de cintura alta e desse estilo rodada, ainda mais se for midi. E o tênis eu combinei ali porque acho que saia midi e tênis juntos são amor demais.

saia midi e tenis

Ah, e ainda tenho que mencionar os óculos que estão ali em harmonia, já que eles são em lilás, e ainda tem meus brinquinhos novos, super delicados, que também estão combinandinho com o look. 🌷

girl gang 10

Eu usei:

  • Cropped que foi camiseta, Renner (sessão masculina);
  • Saia midi, Chica Bolacha;
  • Tênis rosa, Adidas;
  • Óculos lilás, Rayban;
  • Brinquinhos, Forever 21.

girl gang 14

O que mais posso dizer desse look? Que amei o cenário, que saia com bolso é mais do que necessário, já que nem precisei de bolsa ao sair com esta. E que dá pra ser básica e colorida ao mesmo tempo.

O que vocês acharam?

Postado por Helena Sá

Veja também

04/07/16
Meia calça com tênis

meia-calça-com-tênis

O frio tá aí e eu já vou para o meu segundo look do ano com meia calça, dessa vez meia calça com tênis, e ela é uma mais grossinha pra segurar o frio mesmo, mas sem deixar de estar com as pernocas de fora.

E esse look tá muito doido, cheio de informação, mistura, camadas. Sabe quando vc tá sem roupa pesada de inverno e tem que ir colocando várias peças pra poder se proteger do frio? Tá nesse sentimento esse look.

meia-calça-com-tênis

Mas não achem que não foi pensado, que eu peguei peças descoordenadamente, na verdade, tá tudo combinadinho, viu? Tênis de treino Pink combinando com os spikes da jaqueta, batom e cabelo.

Essa camiseta do Bowie, eu já queria uma há muito tempo, anos, mas cadê de ter alguma que vestisse bem, servisse, e fosse massa? Pra variar, achei essa na sessão masculina, que salva vidas.

meia-calça-com-tênis

Esse modelinho de saia com fenda na frente e listrada tá geral usando, eu queria ver como fica em mim e olha, não costumo mostrar tanta coxa assim normalmente, mas de meia calça me senti mais segura para usar, e vou manter o uso dela com meia, vamos ver no verão se mudo de ideia. 😀

meia-calça-com-tênis-plus-size

Sempre que faço esses looks mais coloridos, misturando estilos, eu me sinto muito Cyndi Lauper, muito anos 80, e eu amo muito tudo isso. Amo misturar um tênis esportivo, com meia calça de lã que remete muito a roupas de jazz e balé, camiseta com o ídolo de várias gerações, jaqueta jeans antiga com tachas, cabelo colorido, óculos de grau lilás, batom pink… Ufa, é muita informação, mas não é de um jeito ruim.

meia-calça-com-tênis

Sei que a onda agora é ser básico, clean, tudo minimalista. Porém, como eu sempre repito, a gente segue a tendência que tem a ver com a nossa personalidade, estilo, que não limita nossa criatividade, e no meu caso,  é essa confusão, bagunça, que no final da certo. E o principal, é confortável.

meia-calça-com-tênis5

O que eu usei:

  • Camiseta Bowie, Renner (sessão masculina);
  • Saia fenda, Posthaus;
  • Tênis pink, Adidas;
  • Jaqueta com tachas, DIY aqui;
  • Meia-calça cinza, Trifil;
  • Óculos lilás, Rayban.

meia-calça-com-tênis-esportivo

Outra coisa legal de fazer esse tipo de combinação, é que trabalha a nossa criatividade, faz a gente variar e usar mais roupas que estão paradas no guarda roupas, com isso aproveitamos todo o potencial das nossas peças e definimos melhor o nosso estilo.

Mais alguém faz essas combinações loucas?

Créditos:

  • Fotografia: Mateus Aguiar;
  • Maquiagem e produção: por minha conta.
Postado por Helena Sá

Veja também

27/04/16
Oxford com vestido

oxford-com-vestido

Finalmente o outono deu as caras, e a gente pode sentir um ventinho de leve, pelo menos aqui na minha cidade. No sul do país já tá fazendo frio, que inveja!

E para quem está sentindo a brisa chegar, mas ainda de leve, esse look de Oxford com vestido é perfeito, pois a camisa de flanela te protege do frio e se o sol pegar você tira e pronto, não passa calor.

oxford-com-vestido3

Mix de estampas é comigo e vocês sabem disso, e esse tá uma graça com o floral do vestido conversando com a camisa xadrez de forma muito amigável. Pra dizer a verdade esse conjunto é BFF, não acham?

Plus-size

Como o look já é bastante colorido, dispensei acessórios, e o cabelo combinou com a camisa, adorei! E com esse friozinho chegando, dá pra ousar mais na maquiagem, fiz um olho mais escuro e o bocão tava rosa, porém na foto ficou mais vermelho.

oxford-outono

O Oxford nude com detalhes em amarelo, esse lindo que lacrou na combinação com a bolsa. 💜

Além disso, achei que ficou tão fofo esse visual de Oxford com vestido, ficou primavera um pleno falso outono brasileiro, misturei as estações todas! 😛

oxford-com-vestido5

Meus óculos amados de madeira em estilo cat eyes completaram a lindeza desse look.

Eu usei:

  • Oxford nude, Bottero;
  • Vestido floral, C&A;
  • Camisa xadrez, Renner (sessão masculina);
  • Óculos de madeira, Ybirá;
  • Bolsa amarela, C&A.

oxford-com-vestido

Esse look tá puro amor e versatilidade minha gente! A vontade é arrancar a roupa que eu to vestindo agora e vestir ele de novo. 💜

E o mais legal dele, é que não fica difícil reproduzir, tá? Junta um vestido floral é uma camisa xadrez aí no armário de vocês, e vejam a mágica acontecer! O toque especial foi o oxford, que pra mim é um clássico que nunca morre.

E aí? Curtiram o look e as dicas? Quem se inspirar marca a #garotasrosachoque pra eu ver! 😉

Créditos:

  • Fotografia: Mateus Aguiar;
  • Maquiagem e produção: por minha conta.
Postado por Helena Sá

Veja também

06/04/16
[TAG] Quando eu era TROUXA

tag quando eu era trouxa

O primeiro vídeo dessa nova fase do canal do Garotas no Youtube está no ar! \o/

E para começar de leve, criei uma TAG que eu achei muito legal responder e tenho certeza que pode dar em muito vídeo engraçado e legal tanto pra rir, quanto pra aprender com a trouxice alheia.

A TAG se chama Quando eu era TROUXA, mas isso não significa que eu nem vocês não sejamos ainda uns completos trouxas nessa vida. É só que a gente aprendeu um pouquinho com os papéis de trouxa que a gente fez, ou não! 😀

O vídeo tá aí com 6 papéis de trouxa que eu já fiz com maestria! Apertem o  PLAY.

Espero que as minha mancadas sirvam pra inspirar vocês a não fazer o mesmo, e se tão fazendo, que parem já!

Outra dica pra não ser trouxa é SE INSCREVER NO CANAL do blog, porque vai ter vídeo novo toda quarta-feira!

E aí gente, vocês tem coragem de me contar que moles já deram nessa vida quando eram trouxas?

Postado por Helena Sá

Veja também

23/07/15
Look plus size com estilo

look-plus-size-com-estilo

Nunca meu granny hair fez tanto sentido pra mim, quanto no look plus size com estilo que é esse de hoje!

E porque eu to falando em look com estilo? Não quer dizer que outros looks meus ou de outras plus size sejam sem estilo, aliás os meus tem um estilo bem definido.

É que a produção de moda plus size ainda tem muito o que crescer, e há muito mais do mesmo, muita estampa de onça e outros bichos, como se ousar em roupa de gorda fosse só usar oncinha, por isso quando uma marca vem com uma proposta diferente como a Lollaboo, eu me encanto.

Já fiz vários looks com peças da marca, e vocês podem conferir aqui.

look-plus-size-com-estilo

E dessa vez a peça linda da marca que eu to usando é esse sweater em tecido preto transparente com print de raios. ♥

To me achando mais que Nazaré Tedesco no alto dessa escada maravilhosa.

look-plus-size-com-estilo

Cuidado que eu jogo quem der mole lá de cima! muajhaah

look-plus-size-com-estilo

Eu apenas amei essa combinação do sweater com calça jeans marmorizada e pontos de cor nos óculos e tênis.

look-plus-size-com-estilo

Bitch Better Have My Money – achei essa foto muito isso! ahahaah

Gracinhas a parte, acho massa looks e blogueiras que mantém coerência de estilo, que mostram looks com peças que realmente usam no seu dia a dia e que tem a sua personalidade. Por isso sempre, SEMPRE aqui no blog vocês vão ver looks com o que eu realmente uso na vida.

MAS, também acho foda editorias em que a pessoa viaja, ousa, sai da sua zona de conforto para mostrar que nós podemos tudo, é o caso do post da Kalli usando peças também da Lollaboo e arrasando, vale o click.

look-plus-size-com-estilo

Ninguém sabe que amo tênis, não é?! 😀

look-plus-size-com-estilo

Detalhe do sweater mais fofo ever!

Eu usei:

  • Sweater de raios, Lollaboo;
  • Jeans marmorizado, Marisa;
  • Tênis laranja, Kanui;
  • Óculos verde, bom e velho camelô.

look-plus-size-com-estilo

Tinha que dar um sorrisinho pra vocês no final do post, mas não se iludam, ainda to incorporada de Nazaré. 😛

Me achei muito surfista, skatista wannabe nesse look, e adorei! ahaha

E daí garotas, curtiram o look? Usariam? Quero opiniões abalizadas!

Créditos:

Postado por Helena Sá

Veja também

04/05/15
em: textos
Não quero gordo vestindo minha marca

O título do post tá sensacionalista, eu sei. Mas não deixa de ser essa a afirmação que as marcas em geral (exceto marcas plus size) fazem ao limitar o seu maior tamanho ao 40, 42, no máximo 44.

E não é só uma mensagem velada que a gente entende ao ver modelagens cada vez menores, o CEO da Abercombrie (marca norte americana), afirmou categoricamente:

“Ele não quer pessoas grandes comprando na sua loja, ele quer pessoas magras e bonitas”, disse o autor sobre o CEO da label, Mike Jeffries. “Ele não quer que seus principais consumidores vejam pessoas que não são tão atraentes quanto eles usando suas roupas. Para ele, as pessoas que vestem suas peças devem se sentir parte das cool kids.”

E eu não preciso dizer, mas direi, o quão nojenta, preconceituosa e criminosa é não só a frase da figura aí acima, mas essa escolha da maioria esmagadora das marcas. Marcas tem nicho de mercado, sim! Mas não vamos confundir público alvo com preconceito, com imposição de padrões.

seu-corpo-não-está-errado-só-porque-uma-roupa-não-te-serve

Não precisamos ir longe para ver isso, desde a lojinha da esquina da sua casa, até a grande fast fashion e principalmente nas grifes, a moda é excluir mais da metade da população mundial, que veste acima do manequim 44.

E muitas vezes além da desculpa do público alvo, há ainda a de que produzir tamanhos maiores fica caro, que não há procura. E isso tudo pode ser rebatido com a realidade de lojas para mães que se limitam ao 42 e focam na cliente que veste 38. Quantas mães vocês conhecem que vestem 38? São poucas, não é?

E quanto a dificuldade de produzir tamanhos maiores, qual a explicação para lojas de camisetas de malha (essas que estão na moda e são vendidas online), terem o maior tamanho feminino vestindo muito mal alguém do manequim 42? A coisa mais fácil seria produzir esse tipo de roupa em tamanhos maiores, mas aí você correria o risco de ver uma moça gorda, uma senhora, ou uma mãe de 2 filhos vestindo a mesma camiseta que você, e isso definitivamente não é legal, como eu vou ser cool se pessoas comuns vestem a mesma camiseta que eu? Essa é realmente uma preocupação pertinente. #ironia

gordo-vestindo-minha-marca

*Na imagem acima, tabela de medidas de uma marca descoladinha: a camiseta básica tem seu GG vestindo de forma confortável no máximo quem veste 44. E seria criminoso vender cropped acima do manequim 38, já pensou? Uma gorda barriga de fora por aí?

Ah! Lembrando que é só ir nas lojas online ou nas de rua mesmo e constatar que os tamanhos maiores são os primeiros a acabar.

Então agora, com todos esses “argumentos”devidamente rebatidos: por que você dono ou responsável por uma marca não quer vender mais, lucrar mais, vendendo também para quem veste acima do 44?

Será que as pessoas “estilosas, descoladas e lindas” perderiam todas essas características só porque uma pessoa comum que veste 44, 46 ou 50, está com uma camiseta igual?

Desculpa sociedade, mas eu visto 46 e tenho um estilo único, só meu, e sem modéstia nenhuma, me visto muito bem, arraso, lacro e sou foda! ahahaah É só conferir os looks aqui do blog pra comprovar. E não preciso de roupas caras ou exclusivas, não preciso que limitem a modelagem das peças que eu visto, para me sentir bem vestida, pois no momento que eu combino roupas e acessórios, no momento em que eu visto, aquela peça já não é igual a que outra pessoa comprou, pois eu sou única. 😉

E aí pessoal da moda, das marcas, das grifes. Vocês não querem mesmo gordo vestindo a sua marca? E vocês meu povo que lê o Garotas, o que acham disso?

Ah, e eu não quero ser como os descolados (cool kids), só porque eles parecem se encaixar. Não quero me enquadrar, quero ser ouvida. <3

Postado por Helena Sá

Veja também