12/07/17
em: Looks, moda
Look dia com brilho

I’m back, bitches! 😅

Sim! Depois de um bom tempo sem fazer os editorias que amo (espero que vocês também curtam), finalmente consegui uma super fotógrafa pro lugar do Mateus, que começou e fez sempre os looks maravilhosos do bloguinho.

Mas a nova fotógrafa tá fazendo bonito também. Já nesse primeiro edit a Raissa Lopes arrasou em tudo que eu amo em fotografia e moda. Valorizou a locação, o look e tudo mais, com fotos lindas, sensíveis, de babar mesmo. ❤️

Look dia com brilho

E esse retorno já vem com um look dia com brilho. Sim, minha bomber de paetês saiu do armário de novo. Dessa vez como uma ótima dica pra quem quer dar uma levantada no look do trabalho pra emendar no happy hour.

É só jogar a bomber por cima da camiseta que o jeans destroyer fica chique. 😅

Jeans e brilho

Tô com a mania de usar a barra das calças dobradas, não sei de onde surgiu essa vontade, não sei se é tendência, só sei que tô nessa vibe de mostrar as meias. Aguardem um monte de look com as meias protagonizando ou dando um charminho nos looks. 😉

Look street com brilho

Aquela carinha de nerd. 🤓

Jeans destroyer

E a pose pra aparecer a tatuagem que eu amo. 🌈🚀

IMG_2330

Detalhe fofo dos anéis. 🍉

Meia colorida

Olha a meia listrada com amarelinho, amo demais. 🌈

O tênis é velho de guerra, uso pra trabalhar por ser super coringa e confortável.

Foto Raissa Lopes Juiz de fora Look plus size brilho

Essa camiseta é um amor, com golinha Peter Pan, manga bufante e estampa fofa de urso malabarista. 🐻

Raissa Lopes fotógrafa

Eu usei:

  • Bomber de paetês, Marisa;
  • Camiseta fofa, Chica Bolacha;
  • Jeans destroyer, Havan;
  • Meia listrada, Renner;
  • Tênis skid, Ride.

Look do dia com brilho

Segurando o cabelinho que já mudou. ☺️

Sou suspeita, mas amei as fotos, curti o look e quero agora saber o que vocês acharam.

Curtiram? Vocês usam brilho no dia a dia?

fotografia: Raissa Lopes

Helena SáPostado por Helena Sá

Veja também

03/07/17
A procura do cabelo lavanda perfeito

cabelo lavanda

Essa procura já é antiga minha, tem uns dois anos que tento, mas sempre ficava roxo demais, lilás, rosa, fúcsia… tudo menos o bendito lavanda.

O cabelo lavanda é realmente difícil de se chegar, pois é preciso descolorir os cabelos até o platinado, precisa também do tonalizante certo, o que é raro nas marcas nacionais. Sempre rolava um erro de cálculo, mesmo quando eu fazia a cor com anilina de madeira.

E o final dessa busca pelo lavanda perfeito teve uma união de situações que proporcionaram a graça alcançada.

  • Primeiro o salão e a cabeleireira que me ouviu e entendeu o que eu queria. Chegou ao platinado cuidando para que meus cabelos não morressem no percurso;
  • O tonalizante na cor Violet Fantasy, que tem um fundo mais frio, exato como a cor pede;
  • A loção Blond Girls Dont Cry da Sou Dessas que misturada ao tonalizante intensificou a cor e fixou de uma forma, que ela está durando como nunca antes um tonalizante durou nos meus cabelos. 💜

cabelo lavanda

Tudo isso combinado deu o resultado que vocês podem conferir em detalhes no vídeo. Todo o processo, dicas para manter a saúde dos cabelos na descoloração e muito mais, só apertando PLAY e assistindo tudo. 😉

Para manutenção da cor também tô usando o Tratamento Termo Condicionante Pode vir quente que eu estou podendo da Sou Dessas. E para manter os fios sempre saudáveis após o procedimento eu faço o cronograma capilar alternando restauração com a mascara Vem que não tem, e nutrição com a máscara Soul Cachos, ambas também da Sou Dessas, marca da qual sou embaixadora e amo. 🌈

Ah, se inscrevam no canal e quem for de Juiz de Fora e quiser ser atendida/o por uma super profissional, segue o endereço do Lolla Espaço de Beleza:

Rua Barão de Aquino, 159 casa 01 – Alto dos Passos
36026460 Juiz de Fora
(32) 3025-2149
Helena SáPostado por Helena Sá

Veja também

26/06/17
Corte novo: curtinho para cabelos cacheados

Alguns meses de sumiço e cá estou eu de volta, e com novidades: um corte novo! Depois do que fiz na Clínica dos Cachos e que contei tudo para vocês aqui, eu fiquei nove meses sem passar perto de uma tesoura.

Até que fiquei enjoada do corte assimétrico e já não estava mais acertando nas finalizações. Então, cortei com uma cabeleireira perto da casa dos meus pais, em Guarulhos mesmo. Ela fez várias camadas, como eu pedi, e também tirou o comprimento da frente, igualando com o restante do cabelo.

Dia que cortei

Dia que cortei

Passaram-se mais nove meses (nove meses é um período cabalístico para meu cabelo hahaha), e já não estava mais contente com a forma que os meus cachos estavam ficando. Além disso, estava com muitos fios novos nascendo (vou falar sobre isso em outro post ;-)) e os cachos estavam muito desiguais. Por isso, resolvi mais uma vez passar a tesoura. Porém, só resolvi isso porque depois de babar no cabelo de uma amiga. Pensa na felicidade quando descobri que quem fazia os cortes dela era a mãe – que é cabeleireira.

Marquei com a mãe da minha amiga e, a princípio, não tinha nada em mente. Pensava apenas em tirar as pontinhas e manter as camadas. Mas, tinha uma moça cacheada maravilhosa lá no salão enquanto eu esperava que super me inspirou em ousar. E o resultado é que pela primeira vez na vida estou com o cabelo curtinho e com a nuca de fora. O melhor de tudo: estou amando!

Deu aquele frio na barriga no começo, mas o retorno das pessoas foi tão positivo e eu me senti mais poderosa, confesso!

Sabe aquelas mulheres modernas que tem mil compromissos e o cabelo curto confere aquela liberdade? Tô me sentindo a própria. 😀

E se você já pensou em mudar assim, mas não tem coragem, eu digo: vai lá, cabelo cresce!

E para vocês, cacheadas que temem um curtinho moderno: se joga!

Ana Paula NunesPostado por Ana Paula Nunes

Veja também

19/06/17
Se nada der certo…

se nada der certo

Eu já estava para gravar um vídeo e escrever aqui sobre o meu novo trabalho na marca Sou Dessas. Mas com a tal festa à fantasia de um colégio particular em que os alunos se fantasiaram de profissões que consideram como “dar errado” na vida, tive que adiantar esse post pra poder falar o que eu penso disso tudo.

Aperta o PLAY e assiste em HD! 🎈

No vídeo eu falo detalhes do meu trabalho como consultora/influenciadora (esse é o cargo na carteira de trabalho), da Sou Dessas. Esse é um trabalho que estou curtindo fazer, pois ele valoriza meu blog,, parte dele é produzir conteúdo para o Garotas, e isso é incrível. ⭐️

Falo também da minha formação acadêmica, do trabalho no blog… mas eu quero aqui reforçar uma coisa:

De fora a vida dos colegas, do vizinho, na maioria das vezes parece ser um mar de rosas, parece que tudo “deu certo”.

Mas nunca é o que parece, o clichê é verdade, a vida é complicada, não tem receita de bolo ou manual de instruções. Você pode seguir tudo que te disseram, ou pode seguir seus sonhos, nenhum dos dois caminhos é garantia de “sucesso” no final.

Porém, a gente também não tem como medir sucesso na vida, não é ter mais dinheiro, acho que dar certo na vida é fazer o que gosta, ser feliz assim, conseguir tempo pra ficar perto de quem a gente ama… são tantos os fatores e diferentes para cada um de nós, não dá mesmo pra mensurar.

A única coisa que dá pra concluir dessa história toda, é que se você acha que existem trabalhos inferiores, que dar certo na vida é só dinheiro e status, acho que você já está dando errado, não é? 😉

Helena SáPostado por Helena Sá

Veja também

16/06/17
em: beleza
Lançamentos de beleza na Mega Vale (O Retorno)

Lançamentos de beleza na Mega Vale

Eu voltei… e agora é pra ficar… pois é, lembram da #lançamentosdebelezanamegavale? Tem vários vídeos desse vlog no canal, e agora nós voltamos pra Mega, é todo mês vai ter lançamentos maquiagem, cabelo, pele e muito mais na loja. ⭐️

Esse é primeiro da volta, vou pegar o jeito de novo, tá legal, mas pode e    vai melhorar!

Aperta o PLAY e assiste em HD. 😉

Quem quiser ver tudo de perto que eu mostrei, passa na Mega Vale da rua halfeld se for de Juiz de Fora. Se não for, tem Mega em várias cidades e os produtos que indiquei estão nas grandes lojas de cosméticos do país. 👍🏻

E o principal: Se inscrevam no canal, deem joinha no vídeo, cometem o que acharam do vídeo e aceito dicas. 😘

Helena SáPostado por Helena Sá

Veja também

09/06/17
Ninguém quer te ouvir, e é pela sua aparência

Do You Wanna Touch Me

Se você for a palestras de coaching, esse estilo motivacional, sobre ser bem sucedido, popular, etc. Se ler livros estilo auto ajuda que tem o segredo do sucesso e outros trambiques, vai ouvir e ler sempre que a aparência, a imagem que você passa é imprescindível. A tal “boa aparência” é pré requisito. E isso normalmente significa seguir padrões, seja no estilo de roupas, corte de cabelo, maquiagem ou na forma física e na cor da pele, quando já caímos nos preconceitos.

Esse tal padrão tá em tudo mesmo, para as pessoas te ouvirem você tem que passar uma imagem bem sucedida, e ser gorda, ter cabelo colorido e tatuagens não combina nada com isso na maioria dos ambientes de trabalho e até mesmo sociais.

Me vejo em situações por muitas vezes, em que eu sei mais, tenho mais para ensinar, experiências para dividir, do que o cara branco, de terno e mais velho tem. Mas quem vai ser ouvido é ele. Eu saco mais de moda, de cosméticos e afins do que muitas das moças loiras e magras que estão nos mesmos eventos que eu. Mas porque eu não escolhi os artifícios padrão para me vestir, por não ter o peso certo, não sou ouvida, levada a sério. Mesmo quando eu tenho um blog com mais engajamento, um público, experiência, reconhecimento de grandes marcas com tudo isso, vejo nos olhos das pessoas o julgamento da aparência.

Estive essa semana presente em dois eventos, em um falei da empresa em que trabalho, no outro era uma mesa de restaurante conversando sobre viagens. Em ambos eu tinha argumentos, base, vivência e gente, eu falo bem em público, em ambos as pessoas não aparentaram interesse em me ouvir.

Na mesa do restaurante inclusive foi engraçado, pois um senhor disse que morou 9 meses em Lisboa e não conheceu nada da cidade, só ia trabalhar e dormir, nem sabe falar da cidade, poderia muito bem nem ter estado lá. E eu comento, morei dois anos em Lisboa, trabalhei para pagar meu mestrado lá, fazia uma jornada de oito horas no trampo e de quatro na faculdade diariamente, e mesmo assim conheci a cidade de cabo a rabo, viajei dentro do país e pela Europa, tinha muita vivência interessante pra dividir. Mas o tal senhor, mais velho (isso também conta), falando que só foi lá juntar dinheiro, aparentemente era mais interessante.

E eu posso citar outras diversas situações. A escola em que estudei a vida toda está veiculando publicidade com uma blogueira, obviamente chamaram uma moça nos padrões, ao invés da ex-aluna. E não é por falta de qualificação, sou advogada, especialista em direito internacional, turismóloga, tenho sete anos de experiência em influência, mídias sociais, produção de conteúdo… nada disso bate a aparência padrão. 👍🏻

O que a gente pode tirar de aprendizado disso tudo? Tem dois caminhos: você pode simplesmente começar a se enquadrar, atuar e se encaixar perfeitamente no que é confortável e cômodo para os olhos dos outros, ou você pode decidir que não vai julgar as pessoas assim e começar a quebrar esse círculo de atraso, preconceito e cafonice. Ouvir as pessoas, conhecer seu histórico e não apenas sua aparência.

E aí, qual caminho você vai tomar? Pra mim já não tem mais volta do meu. 😅

Helena SáPostado por Helena Sá

Veja também