TV


10/04/17
6 séries incríveis com protagonistas fora do padrão

6 séries incríveis com protagonistas fora do padrão

Não foi difícil pra mim reunir essa lista, pois eu assisto muitas séries. Mas se você acompanha só o que tá no topo da publicidade, o que é mais falado nos jornais, portais e blogs sobre entretenimento, provavelmente fica difícil listar boas séries no mercado atual que saiam do lugar comum.

Normalmente até mesmo séries que falam de temas tipicamente conhecidos por quem não se encaixa nos padrões, como bullying, são estreladas por atores meticulosamente padronizados, dentro da concepção de beleza que nos é ensinada todos os dias. Como é o caso de 13 Reasons Why, se você olhar do prisma de quem realmente sofreu ou sofre bullying, você não percebe ali características dessas pessoas na aparência de nenhum dos atores escalados.

Mas isso é muito típico das produções Norte Americanas. Você só consegue enxergar algo fora da curva, quando os próprios atores, escritores, produzem seus shows, como é o caso de Girls estrelado, dirigido e produzido por Lena Dunham, uma mulher que apesar de branca, está longe dos padrões da TV e cinema norte americanos.

Por isso resolvi fazer essa seleção com 6 séries incríveis com protagonistas fora do padrão. E eu mencionei especialmente protagonistas, porque é comum sim ver personagens foda dos padrões em filmes e séries, porém, o comum é que sejam papéis muleta, cheios de estereótipos e meramente servindo como contra peso na trama. 👍

Essas séries que cito abaixo tem o diferencial além do protagonista fora do padrão, elas têm pessoas que nos fazem sentir identificação, é a beleza da representatividade acontecendo.

Chewing gum

Vamos começar pela despretenciosa Chewing Gum, protagonizada por uma mulher negra, mas não é a mulher negra clareada (whitewashing) que vemos muitas vezes.

A protagonista, que também escreve a série, é incrível pois ela não atende nada do que é exigido de mulheres negras na mídia. Ela não tem um cabelo lacrador, não performa sensualidade e nem tem traços delicados que são imputados ao padrão de mulher negra considerada bonita. E isso assusta em um primeiro momento, principalmente se você está esperando alguma versão da Beyonce. 💣

Mas a medida que você entra no mundo da Tracey, se encanta e se diverte com ela e com as situações em que ela se coloca. Outra coisa massa da série é o par romântico principal da protagonista, um rapaz branco que atende aos padrões perfeitamente. Isso é raro de ser representado em séries ou cinema. A série é uma produção britânica e está em sua segunda temporada na Netflix.

Please like me

Please Like Me eu já indiquei aqui há uns quatro anos, quando a série foi lançada, hoje em dia muita gente descobriu o show por ela tratar de homossexualidade e outros temas importantes como depressão e suicídio de uma forma delicada e simples. 💕

Mas além de ser uma série engraçada, sensível e inteligente, ela conta com um protagonista que apesar de branco e magro, não está nos padrões, principalmente dentro da comunidade gay, que ainda se depara com muito preconceito estético. Josh é um rapaz comum, não tem nenhum apelo de sex simbol, e é um gay afeminado, apesar de na série ele só se revelar em idade adulta, assistindo a gente percebe nele o que muitas pessoas ainda rejeitam mesmo entre os gays. Isso tudo torna Josh, um protagonista muito fora do comum. A série é uma produção Australiana e possui quatro temporadas e já encerrou.

Happy Valley

Pra mim Happy Valley é uma das séries que mais revolucionam em termos de protagonismo fora dos padrões, pois tem em uma mulher acima dos 50 anos, com um corpo fora dos padrões no papel principal e não para nisso. 💪🏻

Ela é uma policial super badass, que se fosse interpretada pelo Clint Eastwood não seria tão fodona. É incrível como policial, avó, irmã e mãe. Lida com tudo isso e com muita coisa pesada em sua vida e nela eu vi muitas mulheres da vida real. Essa série mostra que mulheres não tem nada de fracas, que não temos a data de validade que nos impõem quando ficamos mais velhas e que podemos fazer tudo.

A série é uma produção britânica e já foi encerrada e possui duas temporadas.

My mad fat diary

Ah, essa série! Ela já é o amorzinho de muita gente, também já rolou resenha dela aqui no blog. My Mad Fat Diary tem uma protagonista gorda na adolescência, que é uma fase cruel por si só, sendo gorda, acreditem, é massacrante.

A série é incrível em vários aspectos, ela prende a gente não apenas por identificação com a Rae, qualquer pessoa que assistiu a série se encanta e isso prova que as pessoas querem e estão preparadas pra ver mais gente como a gente na TV e cinema. A série é uma produção britânica e já encerrou com três temporadas. 🌈

Master of none

Master of None, uma série sobre a vida de um jovem bem sucedido profissionalmente, na casa dos 30 anos, vivendo em NY. Tudo de mais clichê se não fosse a estrela da série um indiano, franzino, com voz que parece um remix de música pop. 😋

O ator que estrela a série já brilhou muito em Parks & Recreation, Aziz Ansari, e ele já é engraçado e  talentoso por si só, nessa série que consegue abordar temas como racismo e sexismo de uma forma leve, envolta no cotidiano dos personagens, ele brilha ainda mais. A série tá entrando na sua segunda temporada na Netflix.

Grace & Frankie

E pra fechar essa lista com estilo, temos que falar de Grace & Frankie, uma série com protagonistas acima dos 70 anos. Duas mulheres que foram casadas a vida toda, tem filhos e netos, que se veem aos 70 sozinhas ao descobrirem que os maridos são gays e mais, mantinham um caso há mais de 40 anos.

A partir daí elas têm que recomeçar várias coisas na vida, isso sofrendo o preconceito com a idade, romances, família e até masturbação femininas na terceira idade. São temas pouco tratados na mídia, nos filmes e séries. E tudo é abordado de forma delicada, engraçada e inteligente, tudo do ponto de vista delas. A série já está em sua terceira temporada na Netflix.

É isso, séries incríveis ficam ainda mais cativantes quando a gente se identifica com os personagens. E todas essas que indiquei me fazem sentir assim. Espero que vocês assistam e curtam. 😉

Quem aí já viu uma ou umas dessas séries? Concordam comigo?

Postado por Helena Sá

Veja também

10/04/17
6 séries incríveis com protagonistas fora do padrão

6 séries incríveis com protagonistas fora do padrão

Não foi difícil pra mim reunir essa lista, pois eu assisto muitas séries. Mas se você acompanha só o que tá no topo da publicidade, o que é mais falado nos jornais, portais e blogs sobre entretenimento, provavelmente fica difícil listar boas séries no mercado atual que saiam do lugar comum.

Normalmente até mesmo séries que falam de temas tipicamente conhecidos por quem não se encaixa nos padrões, como bullying, são estreladas por atores meticulosamente padronizados, dentro da concepção de beleza que nos é ensinada todos os dias. Como é o caso de 13 Reasons Why, se você olhar do prisma de quem realmente sofreu ou sofre bullying, você não percebe ali características dessas pessoas na aparência de nenhum dos atores escalados.

Mas isso é muito típico das produções Norte Americanas. Você só consegue enxergar algo fora da curva, quando os próprios atores, escritores, produzem seus shows, como é o caso de Girls estrelado, dirigido e produzido por Lena Dunham, uma mulher que apesar de branca, está longe dos padrões da TV e cinema norte americanos.

Por isso resolvi fazer essa seleção com 6 séries incríveis com protagonistas fora do padrão. E eu mencionei especialmente protagonistas, porque é comum sim ver personagens foda dos padrões em filmes e séries, porém, o comum é que sejam papéis muleta, cheios de estereótipos e meramente servindo como contra peso na trama. 👍

Essas séries que cito abaixo tem o diferencial além do protagonista fora do padrão, elas têm pessoas que nos fazem sentir identificação, é a beleza da representatividade acontecendo.

Chewing gum

Vamos começar pela despretenciosa Chewing Gum, protagonizada por uma mulher negra, mas não é a mulher negra clareada (whitewashing) que vemos muitas vezes.

A protagonista, que também escreve a série, é incrível pois ela não atende nada do que é exigido de mulheres negras na mídia. Ela não tem um cabelo lacrador, não performa sensualidade e nem tem traços delicados que são imputados ao padrão de mulher negra considerada bonita. E isso assusta em um primeiro momento, principalmente se você está esperando alguma versão da Beyonce. 💣

Mas a medida que você entra no mundo da Tracey, se encanta e se diverte com ela e com as situações em que ela se coloca. Outra coisa massa da série é o par romântico principal da protagonista, um rapaz branco que atende aos padrões perfeitamente. Isso é raro de ser representado em séries ou cinema. A série é uma produção britânica e está em sua segunda temporada na Netflix.

Please like me

Please Like Me eu já indiquei aqui há uns quatro anos, quando a série foi lançada, hoje em dia muita gente descobriu o show por ela tratar de homossexualidade e outros temas importantes como depressão e suicídio de uma forma delicada e simples. 💕

Mas além de ser uma série engraçada, sensível e inteligente, ela conta com um protagonista que apesar de branco e magro, não está nos padrões, principalmente dentro da comunidade gay, que ainda se depara com muito preconceito estético. Josh é um rapaz comum, não tem nenhum apelo de sex simbol, e é um gay afeminado, apesar de na série ele só se revelar em idade adulta, assistindo a gente percebe nele o que muitas pessoas ainda rejeitam mesmo entre os gays. Isso tudo torna Josh, um protagonista muito fora do comum. A série é uma produção Australiana e possui quatro temporadas e já encerrou.

Happy Valley

Pra mim Happy Valley é uma das séries que mais revolucionam em termos de protagonismo fora dos padrões, pois tem em uma mulher acima dos 50 anos, com um corpo fora dos padrões no papel principal e não para nisso. 💪🏻

Ela é uma policial super badass, que se fosse interpretada pelo Clint Eastwood não seria tão fodona. É incrível como policial, avó, irmã e mãe. Lida com tudo isso e com muita coisa pesada em sua vida e nela eu vi muitas mulheres da vida real. Essa série mostra que mulheres não tem nada de fracas, que não temos a data de validade que nos impõem quando ficamos mais velhas e que podemos fazer tudo.

A série é uma produção britânica e já foi encerrada e possui duas temporadas.

My mad fat diary

Ah, essa série! Ela já é o amorzinho de muita gente, também já rolou resenha dela aqui no blog. My Mad Fat Diary tem uma protagonista gorda na adolescência, que é uma fase cruel por si só, sendo gorda, acreditem, é massacrante.

A série é incrível em vários aspectos, ela prende a gente não apenas por identificação com a Rae, qualquer pessoa que assistiu a série se encanta e isso prova que as pessoas querem e estão preparadas pra ver mais gente como a gente na TV e cinema. A série é uma produção britânica e já encerrou com três temporadas. 🌈

Master of none

Master of None, uma série sobre a vida de um jovem bem sucedido profissionalmente, na casa dos 30 anos, vivendo em NY. Tudo de mais clichê se não fosse a estrela da série um indiano, franzino, com voz que parece um remix de música pop. 😋

O ator que estrela a série já brilhou muito em Parks & Recreation, Aziz Ansari, e ele já é engraçado e  talentoso por si só, nessa série que consegue abordar temas como racismo e sexismo de uma forma leve, envolta no cotidiano dos personagens, ele brilha ainda mais. A série tá entrando na sua segunda temporada na Netflix.

Grace & Frankie

E pra fechar essa lista com estilo, temos que falar de Grace & Frankie, uma série com protagonistas acima dos 70 anos. Duas mulheres que foram casadas a vida toda, tem filhos e netos, que se veem aos 70 sozinhas ao descobrirem que os maridos são gays e mais, mantinham um caso há mais de 40 anos.

A partir daí elas têm que recomeçar várias coisas na vida, isso sofrendo o preconceito com a idade, romances, família e até masturbação femininas na terceira idade. São temas pouco tratados na mídia, nos filmes e séries. E tudo é abordado de forma delicada, engraçada e inteligente, tudo do ponto de vista delas. A série já está em sua terceira temporada na Netflix.

É isso, séries incríveis ficam ainda mais cativantes quando a gente se identifica com os personagens. E todas essas que indiquei me fazem sentir assim. Espero que vocês assistam e curtam. 😉

Quem aí já viu uma ou umas dessas séries? Concordam comigo?

Postado por Helena Sá

Veja também

07/12/12
Entrevista sobre validade e cuidados com cosméticos

Hey Girls!

Eu contei sobre mais uma matéria da TV Integração, afiliada Rede Globo aqui da minha região, que participei. Infelizmente no dia não pude ver, algumas amigas e leitoras me falaram, obrigada a todas, e eu consegui o vídeo para todas nós podermos assistir.

Além das informações importantes que falamos na matéria, vocês ainda vão ver uma parte das minhas makes e do meu cantinho, aonde gravo, faço posts, tiro fotos…

Esse vídeo entra lá no clipping, que fica ali em cima na barra de menu. Lá vocês podem ver algumas aparições do blog nas mídias. Ainda tenho que encontrar algumas outras e adicionar.

Ah, o vídeo está no canal, se inscrevam lá, está paradinho, mas volta com tudo em breve, inclusive com o sorteio prometido há tempos…

Agora eu quero comentárioooos! O que vocês acharam da matéria, tou lyndra? 😀

Bjo!

*Agradecimento especial ao cinegrafista da TV Integração, Daniel Torres, pela atenção e por ter conseguido o vídeo para nós.

Postado por Helena Sá
01/03/12
O Garotas na TV ☠
Foto de quando eu estava reunindo todo o arsenal para mostrar!
Ei Girls!

Ontem no twitter e no facebook eu avisei a quem estava por lá sobre uma entrevista que eu dei para a TV Panorama, afiliada da TV Globo aqui da minha região. Pois bem, achei que todas as leitoras do blog mereciam saber, por isso vim contar aqui hoje! =D

Foi uma matéria bem legal sobre blogs e a profissionalização dos mesmos. Mostrou como um blog pode crescer e passar de um hobby, como foi o início do Garotas, para ter outras ambições, crescendo e conquistando mais leitoras.

Eu falei muita coisa, falei pra caramba! ahahaha Mas a matéria não comportava tudo o que eu tinha pra contar sobre vocês, maquiagem, esmaltes e a equipe. Infelizmente não foi ao ar a parte que contava das colaboradoras de maquiagem, culinária, séries e filmes, mas certamente vocês já leram e apoiaram o trabalho delas aqui no blog, e isso que importa! =)

Mas vamos ao que interessa, peguei o vídeo no site da TV e  quem quiser ver a matéria clica aí embaixo!


Ah! Quem for assistir no Youtube, clica no joinha! \o/

E porque estou mostrando a matéria aqui? Pois é um reconhecimento do meu trabalho, da equipe e do apoio de vocês! Por isso, só tenho a agradecer a companhia de todas vocês aqui no blog por esses quase 2 anos! (dia 21 de maio o blog completa 2 anos)

Então é isso Garotas, assistam o vídeo e/ou vejam a matéria escrita aqui! Eu mostrei muita maquiagem e esmaltes, além disso, acho que paguei um pouco de mico fazendo as poses para a câmera que a equipe de reportagem pediu! xD

No mais, quero agradecer outra vez a vocês, as meninas aqui do blog e ao pessoal da TV Panorama, que foi muito legal, aliás, o cinegrafista Humberto Campos também é blogueiro e pediu uma força, olha o blog dele aqui!

Espero que curtam a matéria!

Bjo,
Helena

Postado por Helena Sá