20/02/17
A Síndrome do Instagram Harmônico

Instagram harmonico

“Se você tem uma conta no Instagram para o seu blog, marca ou até pessoal, ela tem que ser harmônica, procure um padrão de cores para suas fotos não descombinarem, poste apenas fotos bem tiradas, com cores adequadas a cartela de cores do seu perfil. Procure um tema pra suas fotos, evite fotos poluídas, com muita informação, bla, bla, bla…”

Notaram que eu tenho paciência zero pra qualquer tipo de coisa padronizada, não é mesmo?

Então essa neura/regra/imposição de um instagram atendendo a certas fórmulas, pra mim não dá certo. Eu tenho os meus gostos, vivências e estilo. Obviamente então meu isntagram reflete isso, mas ao mesmo tempo ele pra mim é livre e espontâneo, se eu for ficar escolhendo minuciosamente só fotos que combinem entre si, que se harmonizem e coisa e tal, putz, já não é mais vivência, não é realmente eu, vira uma loja de decoração que eu montei.

Instagram harmônico

Resposta de uma marca a uma proposta comercial que eu fiz.

Como faz pra postar aquela foto bem loka com as amigas? E se a foto tá num tema ou num tom que não combina com as demais? Deixo de postar um momento massa que eu queria tanto dividir, porque pode ser que não passe na vistoria de uma marca? E que porra de marca é essa que quer parceria apenas com robozimhos com fotos estilo tumblr? A estética mais uma vez superando a autenticidade e a vivência.

Acho lindos Instagrams com fotos todas bonitinhas e combinandinho, quando é de loja, marca, serviço adoro… de pessoas também, mas eu quero é ver realidade, a foto de impulso, colorida aqui, preto e branco ali.

É claro que vou tentar fazer a melhor foto possível (adoro fotografia), que quanto mais cuidado aos detalhes e composição melhor sai a foto. Quando faço foto de objetos, de um prato, sempre tento tirar a melhor possível. Mas sem deixar a comida esfriar, a hora da vida passar só pra fazer uma foto estilo instagram. BITCH, PLEASE!

Instagram harmonico

E outra coisa muito importante, escolher tema pra instagram já me assusta porque significa que a pessoa não tem gostos, afinidades, estilo e atitude que afloram e sobressaem nas fotos por si só, precisa compor e decorar retratos e vivências. Quando a gente tira foto de coisas e momentos, na nossa casa, ou lugares legais aonde vamos, sai espontaneamente uma foto legal, pode não ser na paleta de cores, não estar centrada, com a luz certa, mas meu, somos todos fotógrafos agora? E o pior, fotógrafos padronizados.

Além disso, segundo as regras e vistorias por aí, postar os quotes do garotas polui minha timeline, ou seja, fazer uma coisa legal, e sim, linda, é ruim para o meu perfil na rede social. Escrever muito numa legenda também, faz diminuir o alcance da postagem. Ou seja, meu projeto #timelineinclusiva também é errado. Escrever na legenda a mensagem da imagens, para que cegos possam através de aplicativos ler também, é ruim para a estética e consequentemente para o meu trabalho! E isso é muito triste.

Com tudo isso eu quero abolir os instagrams arrumadinhos? God, não!

Eu quero é que não sejam uma regra, que as pessoas entendam que não há uma fórmula exata para uso do instagram ou qualquer outra rede social. Que o que funciona pra alguém, não tem que necessariamente funcionar pra mim. Que meus amigos, ou seguidores, leitores, whatever, não são resultado da aplicação de um método ou cálculo. E que sim, a espontaneidade pode gerar um bom perfil. Seja ele, pessoal, de influência ou marca. 😉

Helena SáPostado por Helena Sá

Veja também


7 comentários em “A Síndrome do Instagram Harmônico”

  • Nary disse:

    Eu comecei achando bonitinho os feeds organizados mas aí depois comecei a achar uma noia muito louca das pessoas. Imagina você ter uma foto incrível e não postar porque não combina? Plmdds né!!! Isso faz com que as pessoas mais e mais comecem a projetar suas vidas na internet, parece tudo de plástico, gosto não.

  • Priscilla disse:

    Preciso vir aqui comentar, porque isso é algo que as agências cobram das blogueiras, mas ao mesmo tempo a tendência de Marketing é ser vida real. Como assim real com padrão? Como assim real pensando milimetricamente o que postar, na cor, no cenário e tom? Deixa de ser espontâneo para ser moldura.
    Eu sou total vida real nas minhas redes e sei que muito me é cobrado por padronização. Mas ou eu posto minha vida ou vivo de editar imagens, pq com filho pequeno não rola os dois.
    É surreal essa cobrança. É surreal essa mensagem que você recebeu. Pq não apenas busca o superficial, como o vazio. Números? São importante, mas será que ela já ouviu falar em conversão? (eu trabalho com marketing, me deixa falar com essa agência pq ela tá bem equivocada). Conheço dezenas de blogueiras ou influenciadoras que muitos números carregam mas geram pouca taxa de conversão pras parcerias comerciais. E conheço gente com poucos que vende que é uma beleza. E mais: estilo e abordagem? Vc é militante, feminista, gorda, autêntica…o que isso foge da empresa? Ela é o oposto disso? Melhor mesmo que você não se junte à marca.
    Nada contra perfis harmônicos, mas é um saco quem se vende “real life” e tá lá padronizando tudo. Quer assumir perfil pra venda de vc como produto, blz. E como vc disse: que cada um faça como quer, mas que não vire regra. Até pq harmônico é cobrado mais pra marca e vemos que muitas tb não seguem esse padrão.
    bjs

    • Helena Sá Helena Sá disse:

      Pois é Priscila, é uma contradição, eles querem vida real, mas muito bem maquiada, ou seja, não querem. Esse email foi inacreditável, eu questionei a pessoa sobre essa mensagem passivo agressiva assustadora e ela só disse que eu entendi mal. Quem me respondeu falou ser do departamento de marketing da UI GAFAS, éuma loja online de óculos. Nem é tão grande assim, entrei em contato, pois precisava de apoio nos looks do blog de uma marca com estilo jovem e aparentemente inclusivo. Mas descobri da pior maneiros que de inclusivo eles só tem a imagem.
      Quanto ao que você disse dos números, infelizmente muitas marcas e agências ainda enxergam apenas isso, por isso tantos blogueiros estão ainda comprando seguidores.

  • Doroty disse:

    Você que gerar o conteudo e as pessoas para eles, e ainda tem sambar. Complicado mesmo.

  • Essa síndrome me deixa até desmotivada… Pra mim o Instagram é um complemento do blog, muito mais pra diversão e informação do que uma composição de quadros na parede. Na verdade acho essa harmonização uma baita futilidade, só vale mesmo quando é para uma loja que realmente PRECISA de uma identidade visual.
    Adoro seu blog e sua sensatez nos posts <3

Deixe um comentário