27/10/16
O Encontro e como quebrei a cara

encontro quebrei a cara

Encontro de blogueiros? Que coisa mais década passada! Sim! Nóis é old school aqui, do tempo dos primeiros blogs, acompanhava todos, depois criei o meu pra contar a vida no mestrado fora do Brasil. Em seguida veio esse lindo aqui, em que vocês estão agora, e dele eu não larguei mais. 💜

Mas o mundo muda, na internet parece mudar mais rápido, e hoje em dia o close é o Youtube, todo mundo tem canal, no Garotas tem também, inclusive estamos trabalhando em dar um gás por lá em breve, aguardem!

Porém aqui na minha cidade, as coisas parecem que andam diferente, o povo demora a aceitar o que há de novo, tem gente que não faz ideia ainda do que um blogueiro faz, youtuber então devem pensar que é algo contagioso. 😅

Nessa luta que é fazer um blog que cresce e tem aparecido no Brasil, eu também penso que queria muito ter reconhecimento do meu trabalho na minha cidade, Juiz de Fora, nasci aqui e quero que as pessoas daqui vejam que eu faço um trabalho que vai além de só me remunerar. Tenho orgulho de dizer que ajudo pessoas a se amarem, a se vestirem melhor, a se acharem dignas de tudo de melhor nessa vida. Mulheres, garotas e até os manos, são bem vindos aqui. A gente quer mudar o mundo um pouquinho todos os dias, de post em post, de mensagem no instagram a compartilhamento no facebook.

Acho que por isso que a ideia do encontro veio pra mim e pra Ca, a gente quer crescer e aparecer, e queremos também isso aqui pertinho, em casa. E a gente sabe que faz um bom trabalho, sério, preocupado com quem lê, vê, ouve, sente…

E parece que esse ano a cidade também sentiu isso, demoraram, mas sacaram a gente, a nossa tal influência. As marcas, lojas, lugares, agências e pessoas mais legais, mais espertas, quiseram entrar no nosso barco, e apoiaram o Encontro de Blogueiros de Juiz de Fora e Região. E a mídia, tanto a tradicional, quanto a online, em massa, noticiou, comentou e contou a nossa história.

Duas mulheres sozinhas, duas blogueiras, que já viram muito nariz torcido, muito deboche (blogueira é profissão?), uma é dondoca que não usa salto, a outra é uma gorda super estranha com umas ideias doidas de que ser gordo não é feio, que mulher não precisa viver em dieta, que a gente usa o que quiser, e que a gente se ama por quem nós somos. Numa época de fitness, salto super alto, cílios postiços no café da manhã, contorno pra ir na padaria. To aí numa contra mão, cometendo meus sincericídios, cagando pra aparências e mostrando pra minha cidade, que tem outra forma de viver, não precisa cuidar da vida do vizinho, não precisa manter aparências, aparentar ter mais do que tem, estar mais feliz, mais viajado…

É possível ter um blog sem ostentação, um blog vida real e não lifestyle e mais, tem muita gente aqui que quer ver isso.

Afinal, descubro que JF não é tão atrasada assim, quebrei a cara, mordi a língua e gostei. Pois tive que meter o pé, mas finalmente estão abrindo as portas pra mim.

Helena SáPostado por Helena Sá

Veja também


8 comentários em “O Encontro e como quebrei a cara”

  • Margareth Mazetti disse:

    Parabéns Helena!
    Além de ter um enorme carinho por você, tenho muita admiração por você e pelo seu trabalho que contribui muito para desmitificar que existe padrão de beleza!! Beijo.

  • Ca disse:

    Chorei…chorei real!
    Primeiro pq quando abri tinha uma foto nossa.
    Segundo pq você conseguiu colocar em palavras nossos pensamentos.
    Terceiro pq a gente conseguiu e foi lindo….
    E agora eu vou parar de contar pq senão não acaba nunca…
    Essa semana a Renata postou que uma amiga disse a ela que somos a soma das 5 pessoas que mais convivemos.
    Eu posso não te ver todo dia. Mas depois do meu pai e da minha mãe você é a pessoa que eu mais falo!
    A gente conversa. E não é sobre pessoas ou situações. A gente troca conteúdo. A gente se ensina a ser melhor!
    A internet tá mudando mto…fato…mas uma coisa não muda: minha admiração de sempre por vc. Por sua coragem. Por sua força e garra. Mas principalmente pq vc sabe se expressar. É isso é raro…
    É só o começo.
    Ainda vem muito mais por aí. O mundo acordou. E agora Juiz de Fora também. Eles querem a gente. Querem gente. Tá todo mundo cansado de máscara.
    Love u

  • Soraia Cury disse:

    O reconhecimento foi merecido. O evento foi um sucesso! E tenho certeza que muito mais está por vir.

    “É saber sonhar
    E então fazer valer a pena cada verso
    Daquele poema sobre acreditar
    Não é sobre chegar no topo do mundo
    Saber que venceu
    É sobre escalar e sentir
    Que o caminho te fortaleceu
    (Trem bala- Ana Vilela)

    Parabéns!

  • Excelente reflexão Helena! Mais um sinal de que o encontro foi ótimo e funcionou (e continua funcionando depois de ter acabado) também como um termômetro para nós vermos a reação do mercado com os blogs. Parabéns pelo seu trabalho e o reconhecimento é só uma consequência disso! beijão!

Deixe um comentário