Por que não tem gorda e negra nos blogs de moda?

por que não tem gordas e negras nos blogs

Conversando com a Kalli, sempre comento como acho estranho quando em blogs não vejo representação da diversidade de pessoas, das pessoas comuns, de todos os tipos. E então, por que não tem gorda e negra nos blogs de moda?

Sei que é uniforme em revistas, TV e até mesmo em certos locais e eventos, que só se mostre, convide e considere, pessoas de um certo tipo, aquelas que o padrão impõe como bonitas: pessoas, brancas, magras e de preferência, com cabelos lisos. Isso é triste, mas a gente já espera, é difícil mudar isso. Faço minha parte não consumindo esse tipo de conteúdo e criticando sempre que possível.

Mas o que me espanta demais, é que os blogs de moda, que tem a princípio, liberdade editorial, que são feitos por pessoas na maioria dos casos “comuns”, continuem reproduzindo essa visão distorcida de apresentar somente o padrão.

Por que não tem gorda e negra nos blogs
Só moças altas, magras e branquinhas ficam bem de chapéu?

Não estou falando de blogs de nicho, como os plus size ou direcionados contra o preconceito, esses com certeza vão mostrar diversidade e vão trazer algo fora do lugar comum. Mas os blogs, sejam eles grandes ou pequenos, profissionais ou iniciantes, em sua esmagadora maioria só trazem em seus posts de tendências, em suas imagens de inspiração, pessoas loiras, altas, magras, variando aqui e ali raramente.

Por que não tem gorda e negra nos blogs
Kimono é só pra quem veste 36?

Sim, a maioria dos blogs de moda e beleza são feitos por garotas e mulheres magras e brancas, mas mesmo assim, não tem por que em um país multi racial como o nosso, essas pessoas só considerarem um tipo de beleza. Falta visão, falta empatia e falta percepção.

Por que não tem gorda e negra nos blogs
E não é que eu consegui encontrar negras e moças acima do 42 que ficam lindas de chapéu!

Eu digo principalmente que falta empatia, pois para escrever e produzir conteúdo para um público como o do Brasil, tem que se colocar mais ainda no lugar do leitor. O país é grande não só em raças e biotipos, mas em cultura, sotaques, tradições… não tem por que passar por cima de toda essa diversidade e considerar só o padrão.

E o mais incrível disso tudo, é que as vezes o próprio autor do blog não está ali representado nos looks, nas tendências que ele mostra. Me assustei outro dia ao abrir um blog de um rapaz gordo, e só ver fotos de inspiração com rapazes magros, altos e brancos. Ou seja, a pessoa sequer considera prestigiar o seu próprio biotipo.

por que não tem gorda e negra nos blogs de moda
Mostrando que eu gosto da minha imagem e de pessoas como eu <3

 

Nossa Helena, então você é perfeita, considera 1000 fatores só para um post de tendências bobo. NÃO! Estou longe da perfeição e nem a busco. O que eu quero propor aqui é a reflexão, pois não acredito que todos os blogueiros reproduzam esse estereótipo por preconceito, por maldade. Isso acontece porque somos inseridos numa  sociedade que incentiva isso, pela mídia principalmente. A ideia aqui é fazer pensar, não apontar o dedo e julgar.

Eu por exemplo, mostro sempre nos posts de tendência, pessoas de todos os jeitos usando aquela peça, não só para dar representação para essas pessoas, mas para que o gordo veja como aquela roupa fica em pessoas com o mesmo tipo físico, para que o negro, o loiro, ruivo ou moreno perceba como uma moda pode ser para ele também! Mas ainda preciso conseguir inserir pessoas com deficiência, é difícil encontrar fotos, mas ainda chego lá!

por que não tem gordas e negras nos blogs

E sabe por que estou falando disso aqui? Pois fora dos blogs feministas ou contra preconceitos, raramente se vê alguém tocando no assunto. E acredito que sim, um blog de moda tem que ter visão crítica também, tem que ter voz e contestar, opinar e mudar as coisas.

Por isso convido a vocês leitoras a prestarem atenção nos blogs que acompanham e as blogueiras a refletirem junto comigo, a no próximo post de tendência fazer esse exercício de mostrar pessoas diferentes, sair da zona de conforto e surpreender seu leitor.

Ah! Quem tiver dica de blog de moda, que assim como o Garotas, luta pela moda inclusiva, pode indicar nos comentários! 😉

Diga o que achou do post

Helena Sá

More about Helena Sá

A Garota Rosa Choque, treinadora de unicórnios, adora colorir a pele e os cabelos. Humana do Jimmy, canceriana em sol e ascendente. Don’t cal me flor, amor, querida...

Comments

  1. Mandou muito bem! Ontem curti uma foto no IG de Kalli falando que dentre vários problemas, ser gorda não era um deles. Hoje entro aqui e vejo esse post. Aplausos pra vcs duas!

    1. Helena Sá

      Obrigada Ana Lu, pois é, passou da hora da gente falar o que já tá guardado a muito tempo! Fico honrada pelo seu apoio! 🙂

  2. Sou nova neste meio, mas sou gorda e morena, e concordo com você, infelizmente a sociedade ainda continua impondo esses tipos de padrões,até para o mundo Plussize,é triste, mas um dia conseguiremos mudar isso tudo.Bjos e Parabéns pela matéria.

    1. Helena Sá

      Obrigada pelo apoio Camila, e bem-vinda! 🙂

  3. Há uns dias atrás tive o mesmo dilema. Ia fazer um post sobre Norcore (https://www.coisasinfinitas.com.br/2015/04/o-stilo-norcore-e-as-mulheres-plus-size.html) e percebi a mesma coisa. Queria ver um caimento, uma coxa grossa, um quadril largo, e só achava gente alta, magérrima e que usa 34.

    Acho que deveriam buscar mais gente diferente, misturar para ter referência. Eu quero ter uma ideia de como as coisas ficariam em mim, mas não consigo por falta de representatividade. É muito ruim isso.

    1. Helena Sá

      Sim Karen, isso é muito ruim, é uma forma de censura, de restringir a liberdade das moças fora dos benditos padrões, quando a gente vê. já deixou de usar e ousar muita coisa, pq achava que não ficaria bem na gente. Vamos mudar isso!

  4. Ótimo reflexão! No meu blog nem sempre consigo, mas procuro colocar mulheres de todos os tipos quando vou falar de tendência. Representatividade importa muito e a internet deve ser um lugar onde todos tem seu espaço. http://www.alemdolookdodia.com

    1. Helena Sá

      Isso aí Gabriela! Já fui curtir o seu blog, vou acompanhar. 😉

  5. Queria que fosse possível dar mais likes nesse post.

    Uma das coisas que mais me desanimou em blogs de moda, a ponto de me fazer parar de segui-los, é que tudo era exatamente igual, as mesmas modelos seguindo o mesmo padrão estético, o mesmo estilo de roupas e cabelo… Se você lia um blog desses, basicamente lia todos. O auge foi quando eu vi uma modelo 42 sendo chamada de plus size. Gente…????

    Adorei o post e adorei o blog, parabens! 🙂

    1. Helena Sá

      Oi Roh, pode voltar sempre aqui, pq uma coisa que não tem no Garotas é mais do mesmo! ahaha Mas sei do que vc tá falando, também tenho sentido essa uniformização dos blogs, uma pena, pq a essência do blog é ser livre, não é?
      Bjão e volte sempre 😉

  6. Infelizmente esse tipo de preconceito acontece mesmo,mas acho que isso está mudando um pouco.É só olhar para a nina secrets,por exemplo,que é gordinha:)
    Reflexoesdaminhamentedoida.blogspot.com

    1. Helena Sá

      Oi Bruna, aos poucos as coisas vão mudando sim, mas me entristece vc ter a percepção de que a Nina Secrets é gorda ou “gordinha”, pq ela não é! Você e mais alguém ainda achar isso, é sinal de que as coisas não mudaram tanto assim. 😉

  7. […] Por que não tem gorda e negra nos blogs de moda? – Garotas Rosa Choque […]

    1. Helena Sá
  8. Queria bater palmas pra esse post!

    Eu cortei completamente da minha lista de leituras blog de menina magra, bem por isso: salvo uma exceção, as inspirações eram sempre cheias de moça 36 com pernas compridas e um biotipo que tá LONGE de me contemplar. As indicações de lojas e parceiros nunca vieram com problematização sobre diversidade de tamanho e se vc comenta isso é a chata que tá no lugar errado pq “não é problema da blogueira”… não consigo mais alimentar um nicho que me contempla tão pouco e que tem tão pouca empatia cmg pq meu corpo não é a realidade delas.

    Tipo a moça falou do normcore ali em cima eu experimentei com o boho: acho lindo, mas cê pega as referências e só tem menina magra usando. Até acreditei que pro meu corpo não funciona, até ver uma blogueira gorda mostrando looks com essa influência e sambando. Sei lá. Se as outras n não querem fazer conteúdo pra mim, tbm não quero consumir o conteúdo delas. Pena só que mtas dessas são as q têm visibilidade…

    1. Helena Sá

      Pois é Ana, torço para o dia que as leitoras todas tenho o seu pensamento crítico, pois eu tenho certeza que a maioria das meninas que consomem esses blogs não estão ali representadas, pois qual a parcela de brasileiras veste 36/38, é branca e alta?

  9. Oi, Helena! Adorei o teu ponto de vista. Eu vejo a moda como forma de expressão e acho que tem MUITOS perfis de corpo e estilo que são ignorados por causa desse estereótipo que a mídia aponta como o correto. A gente acaba não se vendo nessas imagens dos blogs/revistas/TV… E também por isso, acontece muito de pessoas que tem um corpo diferente do “padrão” usarem peças de roupas da moda e os outros julgarem como feio. “Como ela ousa usar isso? Não se enxerga?” É muito triste. Mas fico feliz que tem pessoas como tu que levantam esse debate na internet e desconstroem o padrão. Só assim, as coisas podem mudar. Amei o post! Beijão!

  10. Oi,não conhecia seu blog, mas gostei da reflexão, um blog q sempre admirei por tentar fazer a inclusão de biotipo em seus posts de inspiração é o Just Lia. Eu reparo mais quando tem meninas gordas, pois é o grupo no qual me incluo, e sempre tem ao menos uma. Mas ela tbm faz a inclusão racial, não sei se é sempre, mas… Já inclusão de pessoas com deficiência ou senhoras, acho q não tem muito, talvez por não existirem tantos looks disponíveis. Geralmente quando vejo pessoas mais velhas em blogs de moda são senhoras mais excêntricas. Admiráveis, mas não é tão fácil se inspirar.

Leave a Reply